Anadia/AL

17 de maio de 2022

Anadia/AL, 17 de maio de 2022

Sob pressão, novo presidente da Petrobrás pode cair após apenas um mês no cargo

Por Alagoas Brasil Noticias

Em 13 de maio de 2022

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
cats 2

José Mauro Ferreira Coelho e a Petrobrás (Foto: ABr)

Indicado pelo ex-ministro Bento Albuquerque, José Mauro Ferreira Coelho perde apoio político com a entrada de Adolfo Sachsida e sua agenda privatista - 20:05

O presidente da Petrobrás, José Mauro Ferreira Coelho, homem de confiança do agora ex-ministro de Minas e Energia Bento Albuquerque, está sob pressão e pode cair apenas um mês depois de assumir o cargo. A informação foi publicada nesta sexta-feira (13) pelo jornal O Estado de S. Paulo.

Bento foi demitido após a Petrobrás ter aumentado o preço do óleo diesel em 8,87% nesta semana.

Coelho é o terceiro presidente da Petrobrás no governo Bolsonaro..

Os constantes aumentos nos preços de combustíveis e o desmonte na empresa têm levado petroleiros e caminhoneiros a se mobilizarem contra o governo.

O coordenador-geral da Federação Única dos Petroleiros (FUP-CUT), Deyvid Bacelar, afirmou que Bolsonaro verá “a maior greve da história da categoria”, caso avance na intenção de privatizar a Petrobrás.

O deputado federal Nereu Crispim (PSD-RS), presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Caminhoneiros Autônomos e Celetistas, criticou a “incompetência” de Bolsonaro.

O presidente da Associação Brasileira dos Condutores de Veículos Automotores (Abrava), Wallace Landim, o Chorão, criticou a mudança de ministro na pasta de Minas e Energia – saiu Bento de Albuquerque para a entrada de Adolfo Sachsida. De acordo com o dirigente, Bolsonaro quer apenas “ganhar tempo”.

Fonte: Brasil 247

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter