O relançamento acontece após uma  interrupção no Twitter Blue por conta de problemas com a verificação de contas. Quando Elon Musk assumiu a rede social, ele adicionou a verificação ao pacote, mas contas falsas acabaram sendo verificadas , o que gerou problemas ao Twitter.

Agora, para evitar que isso se repita, o Twitter afirma que todas as pessoas que assinarem o Twitter Blue precisarão ter um número de telefone associado à conta e passar por um processo de verificação para ter o selo azul – esse processo não foi especificado.

Além disso, o Twitter também afirma que as contas verificadas perderão o selo azul todas as vezes que mudarem o nome, @ ou foto de perfil, tendo que passar pela verificação novamente.

Assim como Musk havia anunciado anteriormente , o relançamento do Twitter Blue traz consigo duas novas cores de selos, além do azul: empresas terão um selo dourado e governos terão uma marcação cinza.

Por enquanto, o Twitter Blue só funciona nos EUA, Canadá, Austrália e Nova Zelândia, e pode ser assiando pelo PC ou no iOS. No computador, o valor do plano é de US$ 8 mensais, contra US$ 11 no iOS – o preço mais alto foi estabelecido para  fugir da taxa de 30% cobrada pela Apple em transações na App Store.

*IG