Anadia/AL

15 de abril de 2024

Anadia/AL, 15 de abril de 2024

Justiça de Alagoas marca julgamento para decidir se Globo pode romper contrato com TV de Collor

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 29 de março de 2024

vv2

Imagem: Reprodução / Globo e TV Gazeta Alagoas

Por: Gabriel Vaquer

A Justiça de Alagoas marcou para o dia 10 de abril o julgamento do mérito que vai definir se a Globo pode romper o contato com a TV Gazeta, sua afiliada no estado nordestino.

A TV pertence ao ex-presidente e ex-senador Fernando Collor. Ambas são parcerias desde 1975. A Globo já tem um acordo verbal com o Grupo Asa Branca de Comunicação, dono da TV Asa Branca, sua parceira no interior de Pernambuco, para substituir a TV Gazeta.

No início de novembro de 2023, a TV Gazeta entrou com um pedido judicial para que a Globo não finalizasse o contrato de afiliação entre as duas empresas.

Segundo o canal alagoano, sem ter o aporte da maior emissora do país, a empresa não conseguiria cumprir acordos para pagamento de dívidas incluídos em seu plano de recuperação judicial.

Ainda segundo a TV Gazeta, caso o contrato não fosse renovado, haveria demissões em massa, com a extinção de ao menos 209 dos 279 postos de trabalho da empresa.

A TV Gazeta conseguiu uma liminar, após apoio do Ministério Público estadual, que obrigava a Globo a renovar o contrato de afiliação com a emissora de Fernando Collor até 2028. A liminar foi derrubada no início de janeiro.

Contudo, por determinação judicial, a TV Gazeta mantém o sinal da Globo no ar até a Justiça de Alagoas analisar o mérito da questão de forma definitiva, o que vai acontecer em duas semanas.

A Globo alega que só não quis renovar contrato com a TV Gazeta, e que a emissora foi usada por Collor para receber propina de corrupção, confirme apontou uma decisão do STF que condenou Collor à prisão por nove anos.

*Redação com F5. Folha.Uol

Galeria de Imagens