Anadia/AL

13 de julho de 2024

Anadia/AL, 13 de julho de 2024

Aliados de Bolsonaro temem inquérito sobre trama golpista: “pode pavimentar o caminho da prisão”

Aliados do extremista consideram que problemas mais graves irão surgir | 11:17 hs

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 10 de julho de 2024

vv1

Foto: Evaristo Sá/AFP

Jair Bolsonaro foi Indiciado pela PF por associação criminosa durante o seu governo, acusado de desviar joias e presentes de alto valor que já somam a quantia de R$6,8 milhões. No entanto, aliados do extremista consideram que problemas mais graves irão surgir.

“É na apuração da trama golpista que devem surgir as imputações mais graves contra o ex-ocupante do Palácio do Planalto.  expectativa da PF é de concluir ainda nesta semana o relatório da trama golpista instalada no seio da antiga administração para impedir a posse de Lula”, informa a jornalista Malu Gaspar, em sua coluna no jornal O Globo.

“Para o entorno bolsonarista, um novo indiciamento da PF – mas desta vez no caso da minuta golpista –, com uma denúncia da PGR, pode pavimentar o caminho da prisão do ex-presidente, mas colocará o STF numa encruzilhada. Isso porque, na opinião de integrantes do PL ouvidos reservadamente pela equipe da coluna, Bolsonaro pode reforçar o discurso de perseguição política, incitar as ruas e ser mais um fator de instabilidade para o País, caso seja preso”, indica.

Bolsonaro poderá ser enquadrado nos crimes de abolição do Estado Democrático de Direito (com pena de 4 a 8 anos de prisão) e golpe de Estado voltado para tentar depor um governo legitimamente constituído (4 a 12 anos), ambos previstos no Código Penal, respectivamente nos artigos 359-L e 359-M. Já no caso do crime envolvendo o roubo de joias, todos os delitos somados podem gerar até 32 anos de cadeia ao ex-ocupante do Planalto.

*Redação com Brasil 247

Galeria de Imagens