Anadia/AL

13 de julho de 2024

Anadia/AL, 13 de julho de 2024

Após ser chamada de ‘Chica da Silva’ em Maceió, Benedita diz: ‘terá correção necessária’

Petista afirma que vai notificar judicialmente deputada por fala durante reunião do P20 | 11:48 hs

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 4 de julho de 2024

vv1

Reprodução

A afirmação foi feita por Benedita durante uma live nas redes sociais. Ao O Globo, a petista afirmou que a fala teve cunho racista e acredita que “ela (Zambelli) terá a correção necessária”.

“Estava ali como coordenadora geral do encontro, preocupada com o encontro. Quando eu soube, já tinham tomado providências na Câmara, o PT já tinha se manifestado com uma nota de repúdio, e as mulheres (do evento) já estavam também se posicionando nos seus núcleos. Eu acredito que ela terá a correção necessária, se jurídica, se política, mas já tomaram providência. Eu acho que isso ela vai ter que responder, porque já tem gente entrando com ações”, disse Benedita.

O vídeo com a fala da deputada chamando Benedita de “Chica da Silva” circulou nas redes sociais e teve grande repercussão. “Eu não vou ter poder de fala, né? Eu não vou falar porque provavelmente… não sei por que não vou falar. Parece que já foi montada pela Secretaria da Mulher, que é a Chica da Silva”, disse.

Zambelli pediu desculpas à Benedita da Silva, por meio das redes sociais. “Deputada Benedita, conforme já falamos e me desculpei pela confusão no nome, a senhora sabe que isso passa longe de querer lhe ofender, muito pelo contrário, até porque a história de Chica é uma linda trajetória de coragem e determinação. Um abraço”, disse ela.

Benedita da Silva é a atual coordenadora da Secretaria da Mulher na Câmara dos Deputados. Em uma publicação nas redes sociais, o PT condenou a declaração de Zambelli. “Nossa solidariedade e apoio a nossa grande referência e exemplo de luta @dasilvabenedita, que foi chamada de ‘Chica da Silva’ pela deputada bolsonarista Carla Zambelli. Benedita tem uma trajetória política exemplar, principalmente na luta do povo preto. Racistas não passarão“, consta na legenda.

O ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, também fez uma publicação se solidarizando com Benedita. “Não podemos aceitar que discursos racistas e de ódio encontrem espaço em nossa sociedade e muito menos vindos de parlamentares, que devem seguir uma conduta ética e exemplar“, publicou

Chica da Silva, nascida Francisca da Silva de Oliveira, foi uma mulher escravizada que viveu no Brasil durante o século 18. Ela conseguiu a alforria e acumulou riqueza e poder, o que rompeu barreiras sociais e raciais, à época. A história dela inspirou obras e virou um símbolo de resistência.

*Redação com Gazeta web

Galeria de Imagens