Anadia/AL

21 de julho de 2024

Anadia/AL, 21 de julho de 2024

Assassino de Chico Mendes assume presidência municipal do PL no Pará

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 28 de fevereiro de 2024

matador

Reprodução/Redes sociais

Por Maria Eduarda Portela 

Darci Alves Pereira, condenado pela morte do ambientalista Chico Mendes, assumiu a presidência do Partido Liberal (PL) de Medicilândia, município do Pará. A informação foi divulgada pelo O ECO e confirmada pelo Metrópoles.

A cerimônia de posse de Darci Alves aconteceu em 26 de janeiro, na Câmara de Vereadores de Medicilândia. O evento contou com a participação do deputado estadual Rogério Barra (PL-PA), secretário-executivo do partido.

Conhecido como Pastor Daniel, o assassino do ambientalista anunciou, por meio das redes sociais, que é pré-candidato a vereador de Medicilândia.

A cidade está localizada no interior do Pará e tem, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 27.094 habitantes. Ainda de acordo com o órgão federal, o salário médio mensal dos trabalhadores da cidade é de 2,2 salários mínimos.

Darci Alves se negou a responder aos questionamentos apresentados pelo Metrópoles.

Valdemar manda reverter decisão

Após a publicação desta reportagem, o presidente nacional do PL, Valdemar Costa Neto, enviou nota na qual alega desconhecimento sobre o crime cometido pelo dirigente do PL no Pará e dizendo que a decisão será revista. Veja a íntegra da nota:

Prezados,

Gostaria de esclarecer que não tinha conhecimento de que Darci Alves Pereira, que assumiu recentemente a presidência do PL de Medicilândia, no interior do Pará, é o mesmo indivíduo acusado do assassinato do ambientalista Chico Mendes. Agradeço à imprensa por trazer ao nosso conhecimento esse importante fato.

Diante dessas circunstâncias, recomendei ao presidente da estadual do PL do Pará, deputado Éder Mauro, a imediata destituição de Derci Alves Pereira do cargo, conhecido atualmente como Pastor Daniel.

Valdemar Costa Neto
Presidente do PL Nacional

Morte de Chico Mendes

Francisco Alves Mendes Filho, mais conhecido como Chico Mendes, foi morto com um tiro de escopeta em 22 de dezembro de 1988. Ele nasceu em Xapuri, no Acre, e ficou conhecido pelo seu trabalho em defesa do meio ambiente.

O fazendeiro Darly Alves da Silva e seu filho Darci Alves Ferreira foram condenados a 19 anos pela morte do ambientalista em 1990. Os criminosos chegaram a fugir da cadeia em 1993, mas foram recapturados em 1996.

Darly Alves deixou a cadeia em 1999 para cumprir pena em regime domiciliar. No mesmo ano, Darci recebeu o benefício para cumprir o restante da pena em regime semiaberto.

Redação com Metrópoles

Galeria de Imagens