Anadia/AL

13 de julho de 2024

Anadia/AL, 13 de julho de 2024

Lula decide trocar seu principal assessor jurídico no Planalto

Troca na Secretaria de Assuntos Jurídicos do Planalto tem a ver com desejo de Lula de ter alguém de sua confiança no comando da Petrobras.

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 14 de junho de 2024

Lula

Ricardo Stuckert / Presidência da Republica

Por Igor Gadella

O presidente Lula decidiu fazer uma troca no comando da Secretaria Especial de Assuntos Jurídicos (SAJ), órgão vinculado à Casa Civil e responsável pela assessoria jurídica do presidente.

Atual secretário da SAJ, Wellington César Lima deixará o cargo para assumir o posto de advogado-geral da Petrobras, o que deve lhe render um polpudo salário de mais de R$ 100 mil por mês.

No lugar de Wellington na chefia da SAJ, Lula deve nomear o advogado Marcos Rogério de Souza, que, até então, ocupava o posto de número 2 da secretaria de Assuntos Jurídicos.

A troca, segundo auxiliares de Lula, teria sido motivada por um desejo do petista de ter alguém de sua confiança na Petrobras, cujo comando foi trocado recentemente pelo presidente da República.

Como advogado-geral, Wellington trabalhará diretamente com a nova presidente da estatal, Magda Chambriard, e poderá participar das reuniões da diretoria executiva da petrolífera, sem direito a voto.

Perfil do novo assessor jurídico

Filiado ao PT, Marcos Rogério tem boa relação com lideranças petistas. Entre elas, a atual presidente do PT, Gleisi Hoffmann, e o presidente do BNDES, Aloizio Mercadante.

O advogado tem experiência no Congresso. Ele atuou, por exemplo, no gabinete da minoria do Senado em 2022, quando o líder era o então senador Jean Paul Prates (PT-RN), demitido recentemente da Petrobras.

Redação com Metrópoles

Galeria de Imagens