Anadia/AL

13 de julho de 2024

Anadia/AL, 13 de julho de 2024

Mírian Monte diz que assumirá presidência do CSA de forma provisória

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 15 de março de 2024

ESPORTE 1

Mírian Monte divergiu de Rafael Tenório, ao dizer que assumirá a presidência do Azulão | Foto: Morgana Oliveira/CSA

Por Fernanda Medeiros

Durante entrevista coletiva nesta quinta-feira (14), quando anunciou a sua saída da presidência do CSA, o agora ex-presidente Rafael Tenório afirmou que quem assumiria o cargo seria o presidente do Conselho Deliberativo, Christiano Beltrão, uma vez, segundo ele, que a vice-presidente azulina, Mírian Monte, teria dito que não queria assumir.

No entanto, após a Tenório ter dito que Mírian não teria aceito ficar no cargo, ela soltou uma nota, logo depois da coletiva, dizendo que assumirá o clube, pelo menos até que o Conselho Deliberativo defina quais serão os próximos passos.

“Diante da renúncia de Rafael Tenório, reitero o meu posicionamento, que expressamente manifestei na reunião do conselho, no dia 11.03.2024, que, caso o presidente Rafael realmente viesse a renunciar, qualquer decisão minha só seria tomada em reunião solene do Conselho Deliberativo. Assim, fica claro que assumo a presidência do CSA, até que seja deliberado, pelo Conselho, quais serão os próximos passos”, disse Mírian, no documento.

“Só para relembrar que já assumi o clube em circunstâncias semelhantes: quando da renúncia de Omar Coelho, fiz a transição e participei da montagem do time que conseguiu o acesso à Copa do Nordeste e participação na Copa do Brasil. Quando Rafael Tenório resolveu ser novamente presidente, assumi como vice e contribuí com a parte administrativa e jurídica do clube”, acrescentou em outro trecho da nota.

Confira a nota na íntegra:

Diante da renúncia de Rafael Tenório, reitero o meu posicionamento, que expressamente manifestei na reunião do conselho, no dia 11.03.2024, que, caso o presidente Rafael realmente viesse a renunciar, qualquer decisão minha só seria tomada em reunião solene do Conselho Deliberativo.

Assim, fica claro que assumo a presidência do CSA, até que seja deliberado, pelo Conselho, quais serão os próximos passos.

Só para relembrar que já assumi o clube em circunstâncias semelhantes: quando da renúncia de Omar Coelho, fiz a transição e participei da montagem do time que conseguiu o acesso à copa do Nordeste e participação na copa do Brasil.

Quando Rafael Tenório resolveu ser novamente presidente, assumi como vice e contribuí com a parte administrativa e jurídica do clube.

No entanto, nos últimos meses, sobretudo depois da não classificação para a fase final da série C, não fui consultada e nem incluída no processo de tomada de decisões administrativas/financeiras e de futebol.

Assim, tomarei conhecimento da situação administrativa, financeira e do departamento de futebol do clube, junto com o Conselho Deliberativo, que é um órgão colegiado, composto por 100 conselheiros titulares e 50 substitutos.

Além disso, a decisão tomada pelo Presidente Rafael tem fundamento em questões médicas e pessoais, o que justifica a forma como ele renuncia à presidência, sem observar essas formalidades.

Eu, no entanto, não tenho questão médica ou pessoal que me impossibilite de submeter a situação ao conselho deliberativo, que é o Poder com competência para lidar com situações de crise e instabilidade institucional.

Enfim: estou em pleno uso e gozo de minhas faculdades mentais e sei que o CSA é um patrimônio do povo alagoano. Todas as decisões serão tomadas junto com o Conselho Deliberativo e com a nação Azulina, tendo como objetivo principal o bem do clube. Não é por acaso que o lema do CSA é “união e força”.

Só para lembrar que já fui delegada de polícia, sou analista da justiça federal, já fui gestora pública, tendo sido secretária da prefeitura de Maceió, na gestão de JHC, e jamais deixaria de observar as normas estatutárias e legais, tampouco seria capaz de desconsiderar o Conselho Deliberativo do CSA.

Nunca tive medo de enfrentar problemas, gerir crises e respeitar processos.

Dirijo-me a toda torcida do CSA para dizer que, respeitando todas as normas estatutárias do clube, e diante da renúncia do Presidente Rafael Tenório, que, na condição de nova presidente, reunirei, no menor espaço de tempo possível, o conselho deliberativo do CSA para deliberarmos sobre os próximos passos do maior de Alagoas.

Redação com Gazeta Web

Galeria de Imagens