Anadia/AL

13 de julho de 2024

Anadia/AL, 13 de julho de 2024

Pagamento de pensão para ex de Amado Batista vai parar na Justiça

Layza Felizardo resolveu abrir um processo para garantir o cumprimento do acordo que tinha com o cantor | 23:23

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 29 de junho de 2024

Geral 2

Amado Batista e sua ex-mulher, Layza Felizardo. Reprodução

Por Fábia Oliveira

O acordo verbal de pagamento de R$ 10 mil de pensão que havia entre Amado Batista e sua ex-mulher, Layza Felizardo, foi parar na Justiça. Como esta colunista já tinha revelado, com exclusividade, no início deste ano, o cantor ficou de dar esse valor para a moça após o término do relacionamento.

De acordo com o processo, aberto no início de março, ao qual o G1 teve acesso, a autora está pedindo o reconhecimento e a dissolução de união estável, além da pensão, que seria de alimentos provisórios e alimentos compensatórios. Na ação, ela justifica que abandonou a carreira durante o relacionamento.

Nos autos, os representantes de Layza relatam que, para que ela ficasse com ele em Goiânia (GO), o cantor proporcionou para ela uma vida de luxo e uma mesada de R$ 10 mil. Com isso, ela topou deixar sua cidade e seu trabalho para ficar com o artista e passou a atuar nas empresas que da família dele.

Conforme revelado em janeiro, após a separação, Amado concordou em manter o pagamento da mesada para ela, mas ao ser cobrado por conta dos atrasos e depósitos de valores reduzidos, ele afirmou que ela “ganhou na loteria” com o relacionamento de um ano e meio.

A juíza Helvia Tulia Sandes Pedreira, da 3ª Vara da Família e Sucessões de Palmas, onde a moça mora, concordou com o valor: “Os fatos alegados pela requerente fazem presumir que necessita dos alimentos ora pleiteados, especialmente para atender às despesas básicas nesta fase de transição”, declarou a magistrada, no dia 31 de março.

A defesa de Amado Batista recorre da decisão e afirmou que após o término, em dezembro do ano passado, o cantor disponibilizou um apartamento para que ela pudesse se acomodar e que nunca deixou de ajudá-la financeiramente. Foi citado também que Layza já estaria fazendo campanhas publicitárias, pois possui mais de 100 mil seguidores nas redes sociais.

Em segunda instância, o desembargador João Rigo Guimarães, do Tribunal de Justiça do Tocantins, determinou, na semana passada, que o valor seja pago por três anos, levando em consideração o tempo que falta para a moça concluir a faculdade de Medicina Veterinária. Ainda cabe novo recurso.

Procurada por esta coluna, a assessoria de Amado Batista afirmou que ele não comentaria sua vida pessoal, pois estaria “sem tempo”.

O acordo de R$ 10 mil

O rompimento de Amado Batista e Layza Felizardo ainda está dando o que falar. Após fazer um acordo com a ex-mulher, de quem se separou recentemente, o cantor foi cobrado por ela a respeito do valor de uma pensão e soltou o verbo, afirmando que a moça “ganhou na loteria” com o relacionamento de um ano e meio.

A coluna teve acesso exclusivo a uma troca de mensagens entre Amado Batista e Layza. A confusão toda começou quando a moça resolveu cobrar parte da pensão de R$ 10 mil, acordada pelos dois após o término do casamento.

Em seguida, Layza desabafou: “Como assim não pode? Desse jeito não consigo organizar minha vida. O que custa você me pagar tudo e ficar livre de mim, deixar eu seguir minha vida em paz?”, disse ela, antes de completar:


Layza Felizardo e Amado Bastista – Reprodução – Metrópoles

“Eu falei com você no Natal sobre isso e você disse que sim, que tudo bem, que ia me dar o valor. Como vou me organizar? Preciso desse dinheiro para ter meu canto, minhas coisas”, explicou a ex-mulher de Amado Batista.

Como resposta, o cantor perguntou: “Siga… Ninguém está impedindo você de seguir. Está?”. Layza, então, esclareceu: “Sim, você, dificultando as coisas pro meu lado. Custa pagar e ficar livre de uma vez por todas? Agora essa situação. De pouquinho em pouquinho, não consigo me organizar e fazer minhas coisas. Fiz tudo pra facilitar seu lado e sua vida, custa fazer isso comigo e manter sua palavra? Eu já saí da sua casa, saí de Goiânia”, afirmou ela.

Se mostrando chateada, Layza prosseguiu: “O que quer mais? Que eu me m*te pra facilitar 100%? Só pode. Que carinho e cuidado é esse que diz ter por mim? Pelo amor de Deus”, queixou-se.

Foi nesse momento que Amado Batista afirmou que a ex só teve benefícios com o casamento: “Quem está dificultando é você mesma!!! Ganhou na loteria esse ano e meio e ainda reclama… Não vou discutir mais com você, chegaaa”, escreveu ele no aplicativo de mensagens.

E Layza aproveitou para retrucar: “Loteria de quê? De chifre? De ansiedade? De instabilidade? Eu tento ser sua amiga, mas você não cumpre com o que você fala”, disparou.

No fim do papo, ela detonou: “Você não fez por mim nada de graça ou por pressão. E, acima de tudo, obrigação de marido. Você me tirou de casa pra casar com você e morar junto, fez porque quis. Então, você sabe o que é responsabilidade de um homem. Custa cumprir e tchau?”, comentou ela, que ficou sem resposta.


Layza Felizardo – Foto: Reprodução  |  Metrópoles

Redação Metrópoles

Galeria de Imagens