Anadia/AL

13 de julho de 2024

Anadia/AL, 13 de julho de 2024

Presidente da Petrobras: Nossa gestão está alinhada com visão de Lula

Alinhamento | 21:59 hs

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 19 de junho de 2024

vv2

Bol.Uol

Por: Giuliana Saringer

A presidente da Petrobras, Madga Chambriard, disse que a gestão está “totalmente alinhada” ao governo Lula. Nesta quarta-feira (19), aconteceu a cerimônia de posse de Chambriard no Cenpes (Centro de Pesquisa e Desenvolvimento e Inovação Leopoldo Américo Miguez de Mello), no Rio de Janeiro (RJ).

O que aconteceu
Chambriard afirma que gestão tem planejamento estratégico. A nova presidente da Petrobras afirma que a gestão está alinhada com a visão de governo de Lula.

Nossa gestão está totalmente alinhada com a visão de país do presidente Lula e o governo federal, afinal são nossos acionistas majoritários.

De força simbólica, Lula colocou o crachá de presidente da Petrobras em Chambriard. O evento contou com a presença de ministros, do presidente Lula, da primeira-dama Janja e outras autoridades. Chambriard foi convidada por Lula para assumir o cargo e agradeceu ao convite.

Ela disse que Lula deu a missão de movimentar a Petrobras. Chambriard afirma que assumir o cargo é motivo de honra e alegria e que estatal ajuda a impulsionar o PIB do país. Lula teria dito a Chambriard, segundo ela, que “não quer confusão” com a empresa.

Chambriard começou a carreira na Petrobras, na década de 1980. A nova presidente afirma que agora é como se estivesse “de volta para casa”. A nova presidente disse que já indicou os novos diretores da Petrobras e que três delas são mulheres, uma novidade na história da companhia.

Transição energética

Chambriard afirma que a Petrobras vai atuar na transição energética. A executiva diz que o plano da estatal é de liderar a transição energética do país e que a Petrobras vai avançar em energia eólica, solar e hidrogênio. A questão da transição energética é polêmica ao mercado, que prefere que a Petrobras mantenha o foco nos segmentos em que já é forte. Isso porque o retorno dos investimentos é maior — assim como os pagamentos distribuídos aos acionistas.

Nessa transição, nossos ativos de petróleo e gás e plantas de refino serão fortalecidos com investimento consistentes mas tempetivos, reduzindo progressivamente a emissão de carbono. Temos a ambição de chegar a zero emissões, o net zero, até 2050. Cerca de 11% do nosso investimento total será em projetos de baixo carbono.
Magda Chambriard, presidente da Petrobras

No entanto, petróleo vai pagar a conta da transição, segundo Chambriard. “Não existe transição energética sem dizer quem vai pagar essa conta e é o petróleo que vai pagar essa conta”, disse.

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, participou da posse de Chambriard. Haddad disse que a Petrobras sempre foi vista como uma geradora de dividendos do ponto de vista da Fazenda, mas que o discurso de Magda mostra o que se espera de uma empresa, que tem papel estratégico no desenvolvimento nacional.

Haddad afirma que a Petrobras é “chave” para o processo de transição energética. Para ele, o Brasil tem diversas oportunidades ne pensar a mudança climática a partir do potencial competitivo em relação aos demais países, que muitas vezes não têm os recursos naturais brasileiros.

O discurso da Magda fala dos nossos anseios de fazer o Brasil crescer, descobrir novos potenciais de exploração de energia, promover transição ecológica tão ansiada pelo planeta e tão necessária. Hoje passamos duas horas com o presidente Lula discutindo as dificuldades da mudança climatica e oportunidades para um país como o Brasil.
Fernando Haddad, ministro da Fazenda

Mudança de gestão

Magda Chambriard foi nomeada pelo presidente Lula para o cargo. A indicação ocorreu após o desligamento de Jean Paul Prates, que permaneceu à frente da empresa desde janeiro de 2023. Ele atribui sua saída aos ministros Rui Costa (Casa Civil) e Alexandre Silveira (Minas e Energia), que teriam ficado “regozijados” com sua demissão.

Magda será a segunda mulher a comandar a estatal. Com o nome aprovado pelo Conselho de Administração, a executiva se juntará a Graça Foster (2012-2015) como as únicas mulheres a presidirem a Petrobras em 70 anos. Antes da indicação, ela foi diretora-geral da ANP (Agência Nacional do Petróleo) entre 2012 e 2016.

Magda Chambriard tomou posse como conselheira e presidente da Petrobras. Ela passou a integrar o Conselho imediatamente, não sendo necessária a convocação de Assembleia de Acionistas para esse fim. Atual Conselho da Petrobras é formado por dez membros.

Indicada por Lula tem ampla experiência no setor. Formada em Engenharia Civil pela UFRJ e com mestrado em Engenharia Química pela COPPE/UFRJ, Magda Chambriard iniciou sua carreira na Petrobras em 1980, como estagiária. Chegou à ANP em 2002 e permaneceu na agência reguladora até o fim de 2016.

A executiva será a nona comandante da Petrobras em oito anos. A nova troca reascende os receios do mercado financeiro sobre a governança e saúde financeira da empresa. Na última década, a petroleira esteva no centro do escândalo revelado pela Operação Lava Jato.

*Redação com Uol

Galeria de Imagens