Anadia/AL

14 de junho de 2024

Anadia/AL, 14 de junho de 2024

António Guterres repudia ataques em Rafah: ‘uma calamidade política e um pesadelo humanitário’

'É preciso evitar mais tragédias', afirmou o secretário da ONU | 18:24 hs

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 7 de maio de 2024

vv1

Foto: Richard Pierrin/AFP

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, fez críticas nesta terça-feira (7) aos ataques das forças israelenses contra a cidade palestina de Rafah, Sul da Faixa de Gaza, onde acontece um genocídio que já matou cerca de 35 mil palestinos desde outubro do ano passado.

“Um ataque a Rafah seria um erro estratégico, uma calamidade política e um pesadelo humanitário. Apelo a todos aqueles que têm influência sobre Israel para que façam tudo o que estiver ao seu alcance para ajudar a evitar ainda mais tragédias”, escreveu o dirigente em uma de suas redes sociais.

De acordo com o diretor regional da Organização Mundial da Saúde (OMS) para o Mediterrâneo Oriental, Hanan Balkhy, a operação militar de Israel em Rafah deve ser interrompida imediatamente para não colocar em risco a vida de 1,5 milhão de palestinos, incluindo cerca de 600 mil crianças.

“A expansão da operação militar em Rafah deve terminar agora. A segurança de 1,5 milhões de pessoas, incluindo 600 mil crianças, está em grave perigo”, escreveu nas redes sociais.

A cidade palestina era o lar de cerca de 280 mil pessoas antes do início do massacre israelense em outubro, mas a população em Rafah chegou a cerca de 1,5 milhão de pessoas, sendo a maior parte formada por mulheres e crianças.

*Redação com Brasil 247

Galeria de Imagens