Anadia/AL

13 de julho de 2024

Anadia/AL, 13 de julho de 2024

Ao apagar das luzes, CRB vence o Coruripe e segue invicto no Estadual

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 25 de fevereiro de 2024

crb

CRB comemora o gol - Ailton Cruz

Por Fernanda Medeiros

Com um time reserva, inclusive formado por vários garotos da base, o CRB se deu bem, pois venceu o Coruripe, por 1 a 0, em jogo neste domingo (25) à tarde, jogando fora de casa, no Estádio Gérson Amaral, pela 6ª rodada do Campeonato Alagoano.

O resultado foi muito bom para o Galo, que segue invicto na competição (5 vitórias e 1 empate). E agora tem 16 pontos, permanecendo na liderança isolada (1ª posição); enquanto o Hulk, com apenas 7 pontos, ocupa o 7º lugar e com a derrota do Cruzeiro para o CSE, no outro jogo deste domingo, o Hulk está livre de ser rebaixado.

O gol único da partida, no caso, do CRB, foi assinalado por Gustavo Henrique, aos 45 minutos da etapa final.

Na 7ª e última rodada da 1ª fase do Estadual, o time regatiano voltará a campo no dia 2 de março, um sábado, quando terá um adversário duro pela frente: o ASA, no Rei Pelé, às 16 horas. Mas, antes disso, o Galo enfrentará o Bahia, no próximo dia 28 (quarta-feira), também no Trapichão, pela Copa do Nordeste, às 21h30. Inclusive, por causa desse jogo pelo Nordestão, o Galo entrou em campo neste domingo (25), com um time praticamente de reservas.

Já o Hulk Praiano, no mesmo dia 2 de março e também às 16 horas, vai enfrentar o Cruzeiro, em casa, ou seja, no Estádio Gérson Amaral, em Coruripe, pelo Campeonato Alagoano.

Mais um momento do jogo Coruripe x CRB – Foto: Ailton Cruz

1º Tempo

O duelo começou com o Coruripe tentando o ataque e, na primeira saída do Hulk, aos 2 minutos, Thiaguinho recebeu o passe pela esquerda de ataque, mas o árbitro assistente assinalou o impedimento. Na vez do CRB, aos 3 minutos, Mike chutou forte, de fora da área, mas o goleiro Gustavo defendeu.

Aos 4min, de novo o Galo tentou quando Vitinho recebeu o cruzamento dentro da área adversária, ajeitou, livrou-se da marcação, mas chutou a bola para fora. Os garotos do CRB iniciaram a partida botando as garras de fora, buscando a abertura do placar. O jogo chegava aos 10min e tinha começado animado, com o Regatas rápido e o Hulk fazendo bem a marcação, mas também imprimindo velocidade.

Com 10′, Matheus Rosas levantou a bola na área regatiana, mas Wallace subiu cortou, tirando o perigo, de cabeça. Nesse momento, o Hulk se postava todo no campo de ataque. Aos 13′, Mateus Goiano foi lançado, chegou na bola e chutou, mas Vitor Caetano fez uma boa defesa. Aos 17min, Thiaguinho dominou e arriscou de fora da área, mas a bola foi longe do gol.

Aos 18min, em tentativa regatiana, Labandeira recebeu o passe de Cauã Magno e entrou na área do Hulk, mas o assistente deu jogada de impedimento do atacante regatiano, gerando muita reclamação. O duelo chegava aos 20 minutos e o Coruripe era melhor em campo. Passando dos 25 minutos, a partida passou a ficar sem emoção, caiu um pouco de qualidade.

Aos 27min, o Hulk cobrou uma falta, mas Matheus Rosas mandou a pelota direto nas mãos do goleiro Vitor Caetano. Aos 36 minutos, o Coruripe perdeu um gol incrível. Thiaguinho se livrou da marcação, partiu e mandou a bola para Mateus Goiano, que chutou fraco, rasteiro, cara a cara com Vitor Caetano, que fez grande defesa.

Aos 39min, Matheus Rosas bateu uma falta para o Hulk, Wellington apareceu no meio da zaga regatiana, mas acabou desperdiçando a chance, cabeceando a bola para fora. E assim o primeiro tempo se encaminhava para o seu final e, com os 3 minutos dados de acréscimos, foi encerrado aos 48 minutos.

Regatas fez o gol no segundo tempo – Foto: Ailton Cruz

2º Tempo

No início da segunda etapa quem começou assustando foi o CRB e por pouco não abriu o placar. Aos 3 minutos, em cobrança de falta, Baranha mandou com perigo na área do Hulk e obrigou o goleiro Gustavo a fazer uma grande defesa, salvando o Coruripe.

Aos 6min, o perigo foi do Hulk, também cobrando uma falta. Mateus Goiano levantou a bola na área regatiana, Dedé subiu livre e desviou para fora, vendo a pelota passar muito perto do gol. Aos 8′, a tentativa foi regatiana, quando Alexander Diaz se mandou em velocidade, o goleiro Gustavo se antecipou e impediu o gol.

O CRB voltou para a segunda etapa mais ofensivo, teve algumas oportunidades de abrir o placar, mas não tinha conseguido o seu gol. Exemplo disso se deu aos 15 minutos, quando Baranha cobrou um escanteio e Darlisson apareceu livre, mas mandou a bola para fora e a boa chance foi perdida.

Aos 22min, o jogo deu uma parada porque o goleiro do CRB Vitor Caetano machucou a boca e teve que receber atendimento. A essa altura, chegando aos 25 minutos, as duas equipes já estavam com algumas substituições em suas respectivas escalações. Aos 27′, o Galo tentou quando Matheus Ribeiro mandou um chute rasteiro de fora da área, mas sem perigo algum.

O jogo passava dos 30 minutos e mais mudanças nos times foram feitas por seus treinadores. Aos 38 minutos, quem tentou foi o Galo: Rodriguinho recebeu o lançamento, mas não conseguiu dominar dentro da área do Coruripe e ficou fácil para o goleiro Gustavo ficar com a bola.

E assim a partida se encaminhava para os 40 minutos, sem nenhuma alteração no placar. Aos 44 minutos, o Hulk teve uma cobrança de falta, com Max Silva, mas o goleiro Vitor Caetano tirou de soco da área do CRB, que respondeu aos 45 minutos e foi com o gol de abertura do placar. Na cobrança do escanteio, Gustavo Henrique aproveitou o bate-rebate na área e chutou forte, guardando no fundo da rede: 1 a 0.

O Galo ainda teve um jogador expulso: Darlisson, por cometer falta no adversário. O jogo foi até os 54 minutos, com os 9 de acréscimos do árbitro e foi encerrado com a vitória regatiana sacramentada, por 1 a 0, no Gérson Amaral. .

Mais do jogo entre Galo e Hulk – Foto: Ailton Cruz

Ficha Técnica

Coruripe – Gustavo; Wellington, Dedé, Matheus Recife e Max Silva; Welington Pará (Rodrigo), Mateus Goiano (João Felipe) e Matheus Rosas (Thiago Santos); André Magno (Joanderson), Beto (Pepeto) e Thiaguinho. Técnico: Rommel Vieira.

CRB – Vitor Caetano; Matheus Ribeiro, Darlisson, Wallace (Kelvin) e Gustavo Henrique; Vitinho, Cauã Magno (Douglas Rafael) e Baranha; Labandeira (Bruno Dentinho), Mike (Rodrigo) e Alexander Díaz (Cauã Santos). Técnico: Daniel Paulista.

Árbitro – Dênis da Silva Ribeiro Serafim (CBF/AL).

Assistentes – Rondinelle dos Santos Tavares (CBF/AL) e Antônio Ibiapina Alvarenga.

Quarto árbitro – Alisson Kayque Gomes de Lima (CBF/AL).

Redação com  Gazeta Web

Galeria de Imagens