Anadia/AL

14 de junho de 2024

Anadia/AL, 14 de junho de 2024

Arremesso de objetos nos jogadores e confronto com a PM: a confusão pós CSA 0 x 5 Athletic

O Azulão pode ser denunciado no STJD.

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 13 de maio de 2024

CESSI

Foto: Reprodução

Cenas lamentáveis foram registradas do lado de dentro e de fora do Rei Pelé, que recebeu o vexame histórico entre CSA e Athletic-MG, pela 4ª rodada da Série C. Na saída do azulão após o fim da primeira etapa, quando o placar já assinalava o 5 a 0 para o adversário, alguns torcedores se deslocaram para a área próxima aos túneis do vestiário e jogaram artefatos em direção aos atletas e membros da comissão técnica do Azulão. A súmula da partida registrou que alguns jogadores chegaram a ser atingidos.

De acordo com o documento assinado pelo árbitro maranhense José Henrique de Azevedo Júnior, foram atirados copos, garrafas e até mesmo chinelos. Veja o relato:

“Informo que após o término do primeiro tempo, quando a equipe do CSA se dirigia ao seu vestiário, foram arremessadas pela torcida mandante, em direção aos atletas e comissão técnica, inúmeras garrafas/copos plásticos e chinelos. Os objetos arremessados atingiram alguns atletas e membros da comissão técnica.”

Um vídeo gravado das arquibancadas do estádio mostra o momento em que alguns torcedores direcionam os objetos aos jogadores e aos membros da comissão técnica de Cristian de Souza – que foi demitido após a goleada. Assista.

Após o apito final, novos arremessos, somados às vaias e protestos da torcida do CSA

Confusão com a PM – Uma confusão generalizada aconteceu logo após o final da partida, quando a torcida do CSA deixava as dependências do estádio. Não há informações sobre o que causou a briga.

A Polícia Militar utilizou balas de borracha para dispersar os torcedores. Uma mulher chegou a passar mal após a confusão. Vídeos compartilhados nas redes sociais mostram cortes da situação. Assista:

Mulheres e crianças estavam presentes em grande número no Rei Pelé para partida, após o CSA realizar a promoção em celebração ao Dia das Mães.

Não há informações sobre feridos ou se algum torcedor chegou a ser preso. O TNH1 procurou a Polícia Militar, mas ainda não obteve resposta.

Atirar objetos no campo e deixar de manter o local com a infraestrutura necessária a assegurar plena garantia e segurança para a realização da partida são infrações previstas no Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). Caso o clube seja denunciado no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), os episódios podem acarretar uma pena que varia de multa a perda de até dez mandos de campo.

Dentro de campo, o Azulão deu ao torcedor mais um capítulo para esquecer, o que tem se tornado constante em um ano onde coleciona vexames, como as eliminações precoces no pré-Nordestão e na fase de grupos do Alagoano. O jogo terminou em CSA 0 x 5 Athletic.

(Crédito: Allan Max / CSA)

O próximo jogo do CSA é no próximo sábado, contra o Sampaio Correia, no Rei Pelé, às 17h. O time está a um ponto da zona de rebaixamento, na 14ª posição. Caso não consiga os três pontos e os adversários diretos pontuarem, o Marujo pode entrar no Z-4.

Não é a primeira vez que o CSA é citado pelo lançamento de objetos. No dia 28 de abril deste ano, no primeiro jogo do clube no Rei Pelé pela Série C, que terminou no empate por 1 a 1 contra a Ferroviária, foi atirada uma garrafa de água em direção a equipe de arbitragem. O fato foi identificado pelo comandante do policiamento e registrado na súmula.

Fonte: TNH1

Galeria de Imagens