Anadia/AL

13 de junho de 2024

Anadia/AL, 13 de junho de 2024

Bombardeio deixa família brasileira ferida no sul do Líbano

Fatima Boustani, de 30 anos, foi atingida na cabeça e está em estado grave na UTI de hospital local; Família aponta Israel como autor dos ataques mas Itamaraty não confirma.

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 2 de junho de 2024

Geral

Gaza após ataque aéreo israelense. Imagem ilustrativa. Créditos: Reprodução/X @ragipoylu

Raphael Sanz

Desde que a nova escalada de massacres contra palestinos na Faixa de Gaza começou em outubro passado, justificada sob o pretexto de combater ao Hamas, Israel intensificou ataques a outras regiões que a circundam, como a Cisjordânia – onde está a maior parte do território palestino – e o sul do Líbano, onde atua o Hezbollah, outro grupo islâmico considerado como organização terrorista pelos israelenses e pelo Ocidente.

E em meio a ataque aéreo ocorrido no sul do Líbano, uma família brasileira foi atingida na manhã deste sábado (1º). Fatima Boustani, de 30 anos, foi ferida na cabeça e está em estado grave na UTI de um hospital na cidade de Tiro. Seus familiares acreditam que o Estado de Israel é o autor dos ataques que atingiram a casa.

Fatima é nascida no Líbano, mas morou por muitos anos no Brasil, onde nasceram seus quatro filhos. Ela tem nacionalidade brasileira, mas voltou para a terra natal há cerca de um mês.

Dois de seus filhos não estavam em casa no momento em que a residência foi atingida e não se feriram. Os outros dois tiveram ferimentos mais leves. A menina de 10 anos teve a perna ferida e também está na UTI. Já o menino de 9 anos, também ferido e internado, tem quadro considerado menos grave.

“Os médicos nos tranquilizaram sobre a condição dele, mas a situação da mãe é crítica no momento”, disse Jihad Azzam, tio de Fatima, à coluna de Monica Bergamo, na Folha. São dele as informações acerca do episódio e do estado de saúde da família.

O Itamaraty informou que está em contato com a família e confirmou as informações prestadas por Azzam sobre o estado de saúde da família. Também disse que o governo brasileiro está prestando assistência às vítimas e que ainda não é possível confirmar que o ataque tenha partido de Israel.

* Revista Forum

Galeria de Imagens