Anadia/AL

25 de maio de 2024

Anadia/AL, 25 de maio de 2024

‘Brasil é sempre bombardeado quando começa a se livrar do subdesenvolvimento’, diz Brizola Neto

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 27 de janeiro de 2024

Brizola

(Foto: CMRJ | Ricardo Stuckert/PR)

O ex-vereador Leonel Brizola Neto (PT-RJ) – neto do ex-governador Leonel Brizola – condenou os ataques da imprensa aos investimentos do governo do presidente Lula para o desenvolvimento industrial do país. O governo Lula (PT) lançou nos últimos dias a ‘Nova Indústria Brasil’, com R$ 300 bilhões para financiamentos no plano de ações até 2026. A política industrial vai nortear o desenvolvimento do setor com sustentabilidade e inovação até 2033. Dias atrás, Lula também viajou à Refinaria Abreu e Lima para iniciar a retomada das obras de ampliação da instalação.

Brizola Neto ressaltou a longa história enfrentada pelo Brasil na busca por desenvolvimento próprio e relembrou especificamente do período da descoberta do pré-sal, quando a imprensa corporativa afirmava se tratar de uma ‘falcatrua do PT’ para garantir a reeleição. “Você vê que não é de hoje essa chiadeira quando o Brasil caminha para o seu desenvolvimento. Ou seja, quando o país começa a se libertar das algemas desse desenvolvimento em cima do nosso subdesenvolvimento, é sempre bombardeado. (…) Um ataque frontal a uma descoberta histórica [pré-sal] de uma riqueza incalculável que impulsionaria o país para o desenvolvimento”, descreveu Brizola Neto em entrevista à TV 247.

Ele ainda criticou a criminalização do PT, argumentando que esses eventos de sabotagem, apoiados pela imprensa brasileira, minaram os esforços do Brasil em utilizar os recursos do pré-sal para desenvolver a indústria nacional: “você tem o Temer que coloca toda a camada do pré-sal nas mãos das petrolíferas estrangeiras, na sua maioria as americanas, que estavam em conluio com a Lava Jato, [diversos] setores dos Estados Unidos interessados em destruir a engenharia nacional, que se desenvolvia. O Brasil, inclusive, trabalhava e construía em países estrangeiros como os Estados Unidos, desde pontes, aeroportos, uma série de construções e engenharias altamente qualificadas e muito modernas, o Brasil ganhava o mercado mundial”.

O ex-vereador conclui afirmando que, desde a quebra do monopólio do petróleo no governo Fernando Henrique, nenhuma empresa multinacional estrangeira construiu refinarias no Brasil, evidenciando a importância do papel do Estado na industrialização do país. “Quem construiu as refinarias foi o governo brasileiro, mostrando a importância de fato de quem entra para criar o desenvolvimento. O setor privado visa o lucro e, por natureza própria, ele é antidemocrático, porque há um único dono e todos têm que seguir essa regra que ele impõe. Claro que é natural porque ele visa o lucro, agora, em setores estratégicos isso é inadmissível”, concluiu Brizola Neto.

✨ Redação com Brasil 247

Galeria de Imagens