Anadia/AL

25 de maio de 2024

Anadia/AL, 25 de maio de 2024

Brasil joga mal no Pré-Olímpico, e Endrick garante vitória magra na estreia

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 23 de janeiro de 2024

GRRRE

Joilson Marconne / CBF

A estreia da seleção brasileira no Pré-Olímpico não empolgou. Com um futebol pouco inspirado, o Brasil venceu a Bolívia por 1 a 0, em Caracas (VEN), com um gol de Endrick, logo aos quatro minutos do primeiro tempo.

Camisa 9. Principal figura do Brasil, Endrick utilizou a camisa 9 imortalizada por Ronaldo Fenômeno, e chegou a balançar a rede outra vez, mas estava impedido. O atacante do Palmeiras já está vendido ao Real Madrid e irá se transferir para o clube espanhol em julho, quando completará 18 anos.

John Kennedy se destaca mais pela luta. O atacante do Fluminense não teve oportunidades de gol, mas compensou com muita entrega, o que se refletiu no lance do gol de Endrick, quando ganhou na disputa área e acabou dando assistência para o atacante.

Brasil em segundo. A seleção brasileira está na segunda colocação do Grupo A com os mesmos três pontos do Equador, ficando atrás no saldo de gols.

Seleção volta a campo na sexta. O Brasil volta a campo nesta sexta-feira (26), às 20h (horário de Brasília), contra a Colômbia, no mesmo estádio em Caracas (VEN). Os colombianos foram derrotados pelo Equador por 3 a 0 na primeira rodada.

Como é o torneio? O Pré-Olímpico é dividido em dois grupos. O Brasil está no A, com Bolívia, Colômbia, Equador e Venezuela. Os dois melhores de cada chave se classificam para um quadrangular e os dois que somarem mais pontos ficam com as duas vagas para as Olimpíadas de Paris.

O JOGO

Brasil com 44% de posse no 1º tempo. O Brasil parecia que iria abrir a porteira ao fazer um gol logo aos quatro minutos do primeiro tempo com Endrick. Porém, essa não foi a tônica. Estranhamente, o time recuou, mesmo com a vantagem no placar e um time tecnicamente muito superior. Com as limitações da Bolívia, a etapa inicial acabou sendo de baixa qualidade e com surpreendentes 44% de posse de bola para a seleção brasileira, apenas.

Leve melhorada na etapa final. No segundo tempo, a seleção brasileira deu uma leve melhorada com as entradas de Gabriel Pec e Maurício nas vagas de Guilherme Biro e Marquinhos, passando a criar um pouco mais. Mesmo assim, faltou inspiração e o jogo seguiu tendo uma qualidade técnica ruim. Os bolivianos, por sua vez, tiveram um lance de perigo em chute de Villarroel.

GOLS E LANCES

Endrick abre o placar. O Brasil abriu o placar logo com quatro minutos do primeiro tempo, quando John Kennedy ganhou disputa de cabeça no alto, deu uma raspada na bola e ela sobrou para Endrick, que ganhou dos zagueiros na corrida e chutou no canto do goleiro para fazer 1 a 0.

Na trave! Logo com cinco minutos do segundo tempo, Marquinhos dominou na intermediária e resolveu arriscar. A bola carimbou a trave direita do goleiro Maurício Adorno.

Não valeu! O Brasil chegou a balançar a rede logo depois em um cruzamento finalizado pelo zagueiro Michel, mas ele estava impedido.

Não valeu de novo! A seleção brasileira voltou a marcar aos 24 com Endrick, mas novamente houve impedimento após Gabriel Pec chutar e o atacante do Palmeiras pegar o rebote na “banheira”.

Quase o empate da Bolívia. Aos 26, Villarroel recebeu dentro da área e chutou com categoria, colocado, tirando tinta da trave de Mycael.

Estádio: Brigido Iriarte, em Caracas (VEN)
Árbitro: Derlis Fabian Lopez (PAR)
Auxiliares: Roberto Cañete (PAR) e José Cuevas (PAR)
Cartões amarelos: Quinteros (BOL); John Kennedy (BRA)
Cartões vermelhos: Nenhum
Gols: Endrick, aos 4 minutos do primeiro tempo (BRA)

BOLÍVIA
Maurício Adorno, Jairo Quinteros, Diego Medina, Eduardo Álvarez (Salazar) e Jose Briseño (Daniel Ribera); Lucas Chavez (John Velásquez), Javier Uzeda (Miguel Villarroel), Pablo Vaca; Yomar Rocha (Chura), Gabriel Villamil e Daniel Lino. T.: Antônio Carlos Zago

BRASIL
Mycael, Marlon Gomes, Michel, Arthur Chaves e Kaiki Bruno; Andrey (Khellven) e Bruno Gomes (Alexsander); Guilherme Biro (Gabriel Pec), Marquinhos (Maurício), John Kennedy (Pirani) e Endrick. T.: Ramon Menezes

Fonte: TNH1

Galeria de Imagens