Anadia/AL

22 de julho de 2024

Anadia/AL, 22 de julho de 2024

Brasil perde para Uruguai nos pênaltis e se despede da Copa América

No tempo normal, o clássico foi muito mais disputado que jogado, com poucas chances de gol.

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 7 de julho de 2024

eSPORTE 7

Foto: Reprodução - Gazeta Esportiva

O Brasil está eliminado da Copa América. A Seleção empatou com o Uruguai por 0 a 0 no tempo normal, nesta terça-feira, mas perdeu por 4 a 2 nas penalidades máximas. Após um jogo de poucas emoções no Allegiant Stadium, Éder Militão e Douglas Luiz perderam seus pênaltis, enquanto os uruguaios tiveram melhor aproveitamento. Assim, a equipe de Dorival Junior parou nas quartas de final do torneio continental.

No tempo normal, o clássico foi muito mais disputado que jogado, com poucas chances de gol. Na reta final do segundo tempo, Nahitan Nández foi expulso e o Brasil ficou com um jogador a mais, mas mesmo assim pouco criou. Nas penalidades, Alisson chegou a defender o pênalti batido por Giménez, mas Éder Militão e Douglas Luiz foram infelizes em suas cobranças.

Agora, o Brasil só volta a entrar em campo nas Eliminatórias da Copa do Mundo. A equipe de Dorival encara o Equador, no dia 5 de setembro, em casa.

O próximo desafio do Uruguai nesta Copa América está marcado para a próxima quarta-feira, contra a Colômbia, pela semifinal. O duelo será às 21 horas (de Brasília), em Charlotte, nos Estados Unidos.


Foto: Robyn Beck / AFP

O jogo

O primeiro tempo foi muito pegado Allegiant Stadium, com poucas chances claras de gol e muitas disputas pela posse. Aos 28 minutos, Endrick saiu cara a cara com Rochet, mas preferiu tentar um passe para Raphinha, que saiu muito forte.

Aos 34, o Uruguai assustou com o Darwin Nuñez, que recebeu cruzamento de Nández e, sozinho, cabeceou por cima. No lance seguinte, Raphinha arrancou em velocidade, passou pela defesa adversária, mas chutou em cima de Rochet.

A primeira metade de jogo também ficou marcada pela lesão do zagueiro Ronald Araújo, que vinha tendo embates “quentes” com Endrick. O beque foi substituído por José Giménez.

Segundo tempo

A segunda etapa começou do mesmo jeito que a primeira, com muitos embates físicos e poucos espaços cedidos. O Uruguai assustou aos sete minutos, com passe em profundidade de De La Cruz para Darwin Nuñez, que terminou em finalização bloqueada pela defesa brasileira.

Aos 28 minutos, o lateral Nahitan Nández foi expulso após revisão do árbitro de vídeo. O defensor uruguaio fez dura falta em cima de Rodrygo, e deixou sua equipe com um homem a menos em campo.

Aos 38 minutos, o Brasil teve boa investida com Endrick, que girou sobre a defesa uruguaia e finalizou de fora da área para defesa de Rochet. Até o final do tempo normal, a Seleção aumentou seu volume, mas não teve inspiração para furar o bloqueio do rival.

Pênaltis

Valverde: gol
Militão: defesa de Rochet
Bentancur: gol
Andreas Pereira: gol
De Arrascaeta: gol
Douglas Luiz: trave
José Giménez: defesa de Alisson
Gabriel Martinelli: gol
Ugarte: gol

FICHA TÉCNICA
URUGUAI 0 (4) X (2) 0 BRASIL

Local: Allegiant Stadium, em Las Vegas (EUA)
Data: 06 de julho de 2024 (domingo)
Horário: às 22h (de Brasília)
Árbitro: Dario Herrera (ARG) 
Assistentes: Juan Belatti (ARG) e Cristian Navarro (ARG)
VAR: Guillermo Pacheco (MEX)
Público total: 55.760 pessoas
Cartões amarelos: Lucas Paquetá e João Gomes (Brasil); Ugarte, De La Cruz e Nández (Uruguai)
Cartões vermelhos: Nahitan Nández (Uruguai)

URUGUAI: Rochet; Nández, Ronald Araújo (José Giménez), Mathias Olivera e Viña (Cáceres); Ugarte, Valverde e De La Cruz (Bentancur); Pellistri (Varela), Maxi Araújo e Darwin Nuñez (Arrascaeta)
Técnico: Marcelo Bielsa

BRASIL: Alisson; Danilo, Éder Militão, Marquinhos e Guilherme Arana; Bruno Guimarães (Evanilson), João Gomes (Andreas Pereira) e Lucas Paquetá (Douglas Luiz); Raphinha (Savinho), Rodrygo (Martinelli) e Endrick.
Técnico: Dorival Júnior

Redação com Gazeta Esportiva

Galeria de Imagens