Anadia/AL

22 de junho de 2024

Anadia/AL, 22 de junho de 2024

Campanha de Vacinação Antirrábica no interior ultrapassa meta do Ministério da Saúde

No total foram vacinados 415.002 cães e gatos nos 101 municípios do interior do estado; a capital já havia realizado a ação em janeiro deste ano.

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 8 de maio de 2024

Gov 1

Êxito da Campanha de Vacinação Antirrábica promovida no interior do Estado comprova que o trabalho entre Estado e municípios foi eficaz | Foto: Marco Antônio / Ascom Sesau

🇧🇷  Fabiano Di Pace / Ascom Sesau

A Campanha de Vacinação Antirrábica foi encerrada oficialmente no interior de Alagoas na última segunda-feira (6) e a meta preconizada pelo Ministério da Saúde (MS), que corresponde a 80%, foi ultrapassada. Isso porque, nos 101 municípios do interior do estado, 415.002 cães e gatos foram imunizados contra a raiva, o que corresponde a uma cobertura vacinal de 87,3%. No caso da capital alagoana, a ação foi realizada em janeiro deste ano.

A raiva é uma doença infecciosa causada pelo vírus do gênero Lyssavirus, que afeta mamíferos como cães e gatos, e que pode ser transmitida para os humanos, por meio da saliva de animais infectados, durante a mordedura. No ser humano é considerada extremamente grave, com índice de mortalidade próximo de 100%. A vacina é a principal forma de prevenção da doença.

Entre os principais sintomas desencadeados em humanos, a raiva provoca infecção, febre, delírios, espasmos musculares involuntários, generalizados e até convulsões, além de espasmos dos músculos da laringe, faringe e língua quando o paciente tenta ingerir líquido. Em Alagoas, no período de 1980 a 2024, foram registrados 100 casos de raiva humana, sendo o último caso diagnosticado em 2006, conforme dados do Ministério da Saúde (MS).

Para o secretário de Estado da Saúde, Gustavo Pontes de Miranda, o êxito da Campanha de Vacinação Antirrábica promovida no interior do estado comprova que o trabalho conjunto realizado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) e os 101 municípios foi eficaz. “A campanha foi bem sucedida e deve seu resultado ao esforço conjunto da gestão estadual e dos municípios, que atuaram de forma técnica e efetiva para imunizar os cães e gatos, protegendo-os contra a raiva, bem como protegendo a população, já que a doença pode ser transmitida para os humanos”, destacou o gestor da saúde estadual.

O coordenador do Programa Estadual de Controle de Zoonoses, médico veterinário Clarício Bugarim, reforçou que a vacinação é primordial para a segurança clínica da população, pois atua como um bloqueio para a doença da raiva humana. “A vacina não possui contraindicações e é absolutamente segura para os animais, por isso todas as pessoas que decidem criar cães e gatos devem assegurar a imunização deles. É um ato de proteção para os animais, seus proprietários e familiares”, enfatizou.

Redação com Agência Alagoas


Galeria de Imagens