Anadia/AL

18 de junho de 2024

Anadia/AL, 18 de junho de 2024

Chuva forte em Alagoas pode persistir até a quarta-feira (8), alerta Semarh-AL

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 7 de maio de 2024

ssse

Foto: Reprodução

A chuva que cai em Alagoas há quase 24 horas deve persistir, ao menos, até a próxima quarta-feira (8). É o que prevê a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos de Alagoas (Semarh-AL), em alerta meteorológico emitido na noite de segunda (6). Muitos pontos da capital e da região metropolitana ficaram alagados entre a última noite e madrugada.

Segundo a Semarh-AL, as chuvas geraram acumulados ainda mais expressivos na porção norte do Litoral (incluindo a região metropolitana de Maceió) e da Zona da Mata alagoana, na noite de segunda-feira e na madrugada de terça-feira. O tempo chuvoso ainda pode se estender até a quarta-feira, enquanto nas demais regiões, em particular no Agreste e Baixo São Francisco, também há previsão de elevados acumulados de chuva neste período.

CONDIÇÕES SINÓTICAS

A atuação de cavados em médios e baixos níveis da atmosfera, em conjunto com a configuração de uma condição de bloqueio sobre o Oceano Atlântico, favorece a continuidade das chuvas nos estados de Pernambuco (metade leste), Alagoas e Sergipe. Nas regiões do Litoral e Zona da Mata de Alagoas, estes acumulados podem exceder 150 mm nas próximas 24 horas. Atenção especial para a porção norte do Litoral e Zona da Mata, bem como para a região metropolitana de Maceió, onde os acumulados nas últimas 6 horas já ultrapassaram 40 mm”, informou a Semarh-AL.

RISCOS ASSOCIADOS

Há risco para alagamentos, principalmente nas áreas com deficiência de drenagem urbana, cheias em pequenos riachos. Também aumenta o risco para deslizamentos em áreas de encosta. Nas demais regiões ambientais do Estado de Alagoas, há possibilidade de chuva, porém sem risco associado. Até o momento, não há risco de transbordamento dos principais rios e lagoas do Estado de Alagoas. A Superintendência de Prevenção em Desastres Naturais (SPDEN) segue monitorando as condições sinóticas e novas atualizações poderão ser enviadas a qualquer momento”, complementou o órgão.

Fonte: TNH1

Galeria de Imagens