Anadia/AL

13 de julho de 2024

Anadia/AL, 13 de julho de 2024

Com um a menos, CSE vence clássico com o ASA em Arapiraca

Tricolorido consegue resultado heroico e deixa maior rival em situação delicada.

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 7 de julho de 2024

Esportes

CSE venceu e entrou de vez na briga pela classificação. Ailton Cruz

Por Guilherme Nobre

Em uma tarde heroica e cheia de emoções, o CSE conseguiu um resultado histórico e derrotou o ASA por 2×1, no Estádio Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca. Atuando com um a menos durante boa parte da segunda etapa, o Tricolorido garantiu o placar que o levou de volta para o G4, nesta 12ª rodada do Grupo A4 da Série D.

O CSE perdeu Wanderson Felipe logo no início do segundo tempo, após falta em Didira. Contudo, o destaque ficou para Luiz Fernando, que marcou os dois gols palmeirenses. Didira fez o único do Fantasma.

Com o resultado, o time palmeirense entrou de vez na briga pela vaga. Com 18 pontos, o CSE ultrapassou três times e agora é o 2º colocado. Por outro lado, o ASA fica na tímida 6ª posição, ainda com 15 pontos, dois a menos que o 4º colocado Retrô, que ainda joga na rodada.



					Com um a menos, CSE vence clássico com o ASA em Arapiraca
CSE se aproveitou dos momentos ruins do Fantasma. Ailton Cruz

Agora os dois rivais preparam-se para a penúltima rodada da fase de grupos, que será realizada no próximo final de semana. O Alvinegro entra em campo no sábado, dia 13, às 16 horas, encarando o Petrolina no Estádio Paulo Coelho, interior pernambucano. Já o Tricolorido desafiará o líder Itabaiana, no domingo dia 14, no Estádio Juca Sampaio.

PRIMEIRO TEMPO

As duas equipes começaram o duelo se estudando. O CSE teve mais a bola, mas pouco ataque. Com 4 minutos, o ASA teve a primeira oportunidade perigosa. Didira ganhou a bola na ponta esquerda e tocou para Wescley, que fez o porta luz para Allef chegar finalizando pertinho da trave esquerda.

O Tricolorido adotou uma postura mais cautelosa, e, com 14 minutos, teve chance na bola parada. Luiz Fernando cobrou falta de muito longe e acabou acertando diretamente no fundo das redes alvinegras, para abrir o placar: 1 a 0.



					Com um a menos, CSE vence clássico com o ASA em Arapiraca
Tricolorido abriu o placar no início do primeiro tempo. Ailton Cruz

O golaço deixou o CSE animado, que chegou em outras duas oportunidades com Talles e o próprio Luiz Fernando, mas sem mira. Aos 21 minutos, Grafite experimentou arremate colocado e a bola passou perto. O Alvinegro até buscou mais chances, porém, emperrou em cruzamentos errados.

O primeiro tempo encaminhava-se para o fim, quando o ASA tentou uma última espetada pela ponta direita. Paulinho foi lançado e cruzou na área. Júnior Viçosa escorou de cabeça e Didira apareceu na pequena área. O meio só teve o trabalho de empurrar e deixar tudo igual.



					Com um a menos, CSE vence clássico com o ASA em Arapiraca
Didira marcou o gol que recolocou o ASA no jogo. Ailton Cruz

SEGUNDO TEMPO

As equipes voltaram sem modificações, mas o ASA continuou sendo mais perigoso. E em uma das escapadas de perigo, pela ponta esquerda, Felipe cometeu falta dura em Didira. Como o volante já tinha cartão amarelo, ele acabou sendo expulso, sem contestações.

O abalo alvinegro ficou evidente, além da revolta. Com 10 minutos, Gabriel cruzou pela esquerda e Júnior Viçosa quase fez, de cabeça. Aos 12, Didira chutou de fora, sem força. Em nova chance, aos 15 minutos, Edilson correu livre e deixou para Didira tentar novamente. Porém, o meia isolou.



					Com um a menos, CSE vence clássico com o ASA em Arapiraca
ASA teve que correr atrás do prejuízo, mas errou muito. Ailton Cruz

Ranielle Ribeiro mudou a equipe. Com 17 minutos, Anderson Feijão deu seu cartão de visita com uma finalização de fora, com perigo. A pressão não diminuiu. Com 22 minutos, Gabriel cruzou na bagunça e a bola quase morreu dentro do gol. A equipe ficou armada para atacar, enquanto o CSE se segurou do jeito que deu.

Com 30min, Didira colocou a bola no meio da área e João Cabral cabeceou no meio, para mais uma defesa de Campanelli. O tempo ia passando e o nervosismo do ASA só aumentou. A equipe rondou muito a área, sem conseguir infiltrar. Em termos de finalização, poucas eram na direção do gol.

A arbitragem indicou sete minutos de acréscimos. Com 47min, Feijão pegou bem na bola e Campanelli fez uma linda defesa para salvar o CSE. O ASA martelou, mas não teve jeito. Com 52 minutos, o apito final soou, decretando a gigantesca vitória tricolorida.



					Com um a menos, CSE vence clássico com o ASA em Arapiraca
ASA está em situação difícilima na Série D. Ailton Cruz

FICHA TÉCNICA

ASA – Bruno Pianissolla; Paulinho (Carlos Henrique), Hitalo Rogério (Thiaguinho), Roni Lobo e Gabriel Feliciano; Allef, Wescley (Anderson Feijão) e Didira; Edilson Jr (João Cabral), Grafite e Júnior Viçosa (Flávio Souza). Técnico: Ranielle Ribeiro.

CSE – Pedro Campanelli; Talles, Dedé Baiano, Geovani e Filipe Ramon; Wanderson Felipe, Tenner (Matheus Rosas) e Edinho (Ramos); Luiz Fernando, Gabriel Mancha (Jefferson Recife) e Índio (Pinheirinho). Técnico: Leandro Campos.

Gols – Luiz Fernando (CSE – 14’/1T e 6’/2T), Didira (ASA – 46’/1T)

Cartões amarelos – Wanderson Felipe (CSE), Júnior Viçosa (ASA), Grafite (ASA), Anderson Feijão (ASA)

Cartões vermelhos – Diogo (CSE), Wanderson Felipe (CSE)

Árbitro – Vinícius Gomes do Amaral (CBF/MG)

Assistentes – Esdras Mariano de Lima Albuquerque (CBF/AL) e Widcir Santana de Oliveira (CBF/AL)

Quarto árbitro – Jonata de Souza Gouveia (CBF/AL).

Redação com Gazeta Web

Galeria de Imagens