Anadia/AL

13 de julho de 2024

Anadia/AL, 13 de julho de 2024

Coreia do Norte rebate porta-aviões dos EUA: “Então eu mostro o meu”

A aproximação entre Rússia e Coreia do Norte tem sido um motivo de grande preocupação para os EUA e seus aliados | 12:08 hs

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 24 de junho de 2024

vv2

Foto: Reprodução/KCNA

Em uma recente declaração que reverberou pela comunidade internacional, autoridades da Coreia do Norte expressaram forte oposição contra as manobras militares dos Estados Unidos na Ásia. Com a chegada do porta-aviões nuclear Theodore Roosevelt na cidade sul-coreana de Busan, crescem as tensões na península coreana.

Este movimento surge em um contexto de crescente volatilidade global, evidenciado pelas palavras ásperas trocadas entre representantes norte-coreanos e americanos, além do apoio militar contínuo dos EUA à Ucrânia, o que tem sido motivo de discórdia para várias nações.

Por Que o Envio de um Porta-Aviões Americano Está Causando Controvérsia?

O vice-ministro da Defesa da Coreia do Norte, Kim Kang Il, classificou a chegada do porta-aviões como uma “muito perigosa” demonstração de força. Segundo ele, essa atitude dos Estados Unidos poderia abrir as portas para mais manifestações de poderio militar por parte da Coreia do Norte que, conforme afirmou, estão prontas para uma “nova e esmagadora demonstração de dissuasão”.

O Impacto das Tensões na Segurança Regional

Os exercícios conjuntos que estão sendo planejados entre os EUA, a Coreia do Sul e o Japão no final deste mês são vistos como uma tentativa de solidificar as alianças e responder às crescentes ameaças representadas pela cooperação militar entre a Coreia do Norte e a Rússia. Essa situação complica ainda mais o cenário político e militar na região, onde a estabilidade já se encontra fragilizada.

Qual é a Relação Entre a Cooperação Militar Russo-Norte-Coreana e a Reação dos EUA e Seus Aliados?

A cooperação entre Moscou e Pyongyang, que incluiu uma recente visita do presidente russo, Vladimir Putin, à Coreia do Norte, é um dos fatores que têm impulsionado Washington e Seul a reforçar suas atividades militares na Ásia. Essa intensificação dos laços entre Rússia e Coreia do Norte tem sido interpretada como uma maneira de contrapor-se às pressões americanas, principalmente no que diz respeito ao conflito na Ucrânia.

De acordo com a mídia estatal KCNA, oficiais norte-coreanos, incluindo Pak Jong Chon, advertiram que a intensificação do envolvimento dos EUA na Ucrânia poderia levar a um agravamento da situação global, inclusive com potencial de descambar para um novo conflito de grandes proporções, mencionando até mesmo a possibilidade de uma “nova guerra mundial”.

*Redação com o Antagonista

Galeria de Imagens