Anadia/AL

13 de julho de 2024

Anadia/AL, 13 de julho de 2024

CSA leva empate do Penedense e tem vaga no G4 do Alagoano ameaçada

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 24 de fevereiro de 2024

csa

Azulão tropeçou novamente no Campeonato Alagoano - Ailton Cruz

Por Guilherme Nobre

O CSA chegou ao quarto jogo seguido sem vencer no Campeonato Alagoano. Neste sábado (24), pela 6ª rodada, mesmo jogando ao lado do torcedor no Estádio Rei Pelé, o clube azulino apenas empatou por 1 a 1 com o Penedense. Agora, pode terminar a rodada fora do grupo de classificados

O resultado ainda mantém o Azulão na 4ª posição, mas com oito pontos. Devido a isso, se o CSE vencer o Cruzeiro neste domingo (25), o clube marujo deixará o G4 e jogará a última rodada precisando de uma vitória contra o próprio Tricolorido, fora de casa.

Já o Penedense praticamente selou a permanência na elite do futebol alagoano. Com seis pontos, o Alvirrubro segue na sexta posição, muito distante do lanterna Cruzeiro.

Torcedores xingaram Marcelo Cabo e policiamento foi acionado – Foto: Ailton Cruz

Ao fim da partida, jogadores e o técnico Marcelo Cabo foram hostilizados por torcedores que ainda estavam nas dependências do Rei Pelé. Os adeptos saíram irritados com o desempenho abaixo do esperado em campo.

O policiamento foi acionado e protegeu os atletas azulinos durante a saída para o vestiário.

O próximo compromisso do CSA será apenas no próximo final de semana, dia 2 de março. Com isso, a equipe tem a semana livre para se preparar. O desafio será contra o CSE, às 16 horas, no Estádio Juca Sampaio, pela última rodada do Estadual. No mesmo dia e horário, o Penedense visita o Murici, no Estádio José Gomes da Costa.

1º TEMPO

Com um público pequeno, o duelo começou tenso no Trapichão. O CSA foi quem tentou sair para o ataque, enquanto o Jacaré esperou, para tentar sair em velocidade. Com 5min, o duelo foi interrompido após Léo cortar o rosto em uma dividida com Tiago Marques. Quando a bola voltou a rolar, o Penedense foi perigoso. Com 7min, PH chutou fraco. Aos 9min, Darlisson chutou da entrada da área e a bola passou perto.

O CSA assustou aos 15 minutos. Com o corredor direito aberto, Eduardo lançou para Marquinhos, que chegou em velocidade e cruzou para Tiago Marques. Sozinho, o centroavante tentou de cabeça e errou. Com 18min, o Alvirrubro assustou. Em contra-ataque muito rápido, Tesouro invadiu a área e foi travado na hora do chute.

Penedense sofreu com o CSA nos primeiros minutos – Foto: Ailton Cruz

O duelo aberto seguiu dando oportunidade para ambos. Com 20 minutos, Valoura foi quem cruzou e Tiago novamente cabeceou. Porém, a pontaria não estava em dia. Xuxa, logo depois, tentou de fora e isolou. Aos 23min foi quando Diogo finalmente trabalhou. Jean Cléber ficou com a sobra na entrada da área e colocou no canto, para a defesa do alvirrubro.

Tenta persistência do Azulão deu resultado. Após falta na ponta esquerda, perto da área, Juninho Valoura colocou uma bola venenosa dentro da bagunça. A defesa do Penedense dormiu e Wellington Carvalho apareceu para abrir o placar, aos 26 minutos: 1 a 0 para o CSA.

Wellington Carvalho deu esperanças ao CSA na partida – Foto: Ailton Cruz

O gol tranquilizou os azulinos, mas o confronto seguiu animado. Com 33 minutos, Tchow aproveitou corte errado da defesa e bateu firme, perto da meta maruja. Na melhor chance do Penedense no jogo, aos 37min, a bola foi cruzada e Eduardo tirou errado. Na sobra, Ramos ajeitou para Léo, que mandou um foguete direto no travessão.

Na reta final, o Penedense foi dono do jogo. Com 44 minutos, Darlisson cobrou falta na área. A bola quicou e quase enganou Fernando, que defendeu. Apesar dos sustos, o CSA segurou a vantagem na primeira etapa.

CSA levou alguns sustos no fim do primeiro tempo – Foto: Ailton Cruz

2º TEMPO

O duelo seguiu movimentado na etapa final. O Penedense tentou com Neto, aos 4min, mas ele não pegou bem. Porém, o Alvirrubro não parou de incomodar o CSA. Com 6 minutos, após cobrança de escanteio, o volante César apareceu no meio de todo mundo e acertou um cabeceio certeiro para deixar tudo igual: 1 a 1.

O gol abalou os azulinos e deixou a torcida calada nas arquibancadas. Com 7min, Neto tentou de fora, mas Fernando segurou. Preocupado, Marcelo Cabo acionou Lucas Marques, Rômulo e Marcinho. Contudo, o time não melhorou. Com 20 minutos, César tentou novamente e a bola passou perto.

Penedense buscou o empate logo no início do segundo tempo – Foto: Ailton Cruz

O clube azulino só voltou a ser perigoso com 23 minutos. Rômulo testou de fora e Diogo espalmou para escanteio. Com 28 minutos, Bruno Tesouro aproveitou um espaço no meio-campo e bateu forte, para fora.

O Penedense ficou muito perto da vitória aos 35 minutos. Tchow foi com muita velocidade pelo lado direito. Sem nenhuma marcação, ele cruzou rasteiro para Neto, que chutou no canto e Fernando Castro defendeu com a ponta dos dedos.

O CSA tentou do jeito que deu, mas nada de furar a boa defesa adversária. Os acréscimos foram até 52 minutos, só que quem assustou foi o Alvirrubro, aos 50min. Xilu bateu firme e Fernando segurou mais uma. Porém, não deu tempo para mais nada: CSA 1×1 Penedense.

Saída do CSA foi conturbada – Foto: Ailton Cruz

FICHA TÉCNICA

CSA – Fernando Castro; Eduardo (Lucas Marques), Wellington Carvalho, Eduardo Biazus e Kevin; Jean Cléber (Rafinha), Juninho Valoura e Gustavo Xuxa (Marcinho); Alisson Farias (Rômulo), Marquinhos (Vinícius Popó) e Tiago Marques. Técnico: Marcelo Cabo.

Penedense – Diogo; Tchow, Léo, Ramos e Pedrinho; César (Sorin), Buga e Darlisson (Marcos Antônio); Bruno Tesouro (Didinho), Xilú e PH (Neto). Técnico: Jaelson Marcelino.

Gols – Wellington Carvalho (CSA – 26’/1T), César (PEN – 6’/2T)

Cartões amarelos – César (PEN), Juninho Valoura (CSA), Jean Cléber (CSA), Xilú (PEN)

Árbitro – Márcio dos Santos Oliveira (CBF/AL)

Assistentes – Brígida Cirilo Ferreira (Fifa) e Widcir Santana de Oliveira (CBF/AL)

Quarto árbitro – Adrian da Silva Santos (FAF).

Galeria de Imagens