Anadia/AL

22 de julho de 2024

Anadia/AL, 22 de julho de 2024

Deputado vai à PGR contra Bia Kicis após tentativa de golpe na Bolívia

O deputado distrital Fábio Felix fez uma representação na PGR contra Bia Kicis após deputada fazer comentário sobre tentativa de golpe | 16:22

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 28 de junho de 2024

Politica

Foto: Reprodução/Câmara dos Deputados

O deputado distrital Fábio Felix (PSol) fez uma representação na Procuradoria-Geral da República (PGR) na qual acusa a deputada federal Bia Kicis (PL-DF) de incitação ao crime envolvendo a tentativa de golpe na Bolívia.

Segundo Felix, Bia Kicis “incitou publicamente animosidade das Forças Armadas contra os poderes constitucionais, ao celebrar a conflagração militar ocorrida em país vizinho, de fomo a tomá-la como exemplo do que deveria, em seu entender, ocorrer no Brasil”.

A deputada federal compartilhou nessa quarta-feira (26/6), no X (antigo Twitter), uma publicação que noticia a tentativa de tomada de poder na Bolívia pelo general José Zúñiga e afirma que ele anunciou a libertação de todos os presos políticos, incluindo a ex-presidente Jeanine Añez, condenada a dez anos de prisão por golpe de estado contra Evo Morales. Ao repostar o assunto, Bia Kicis comentou: “Graças a Deus!”.
Veja:
Em vídeo publicado no dia seguinte, Bia Kicis negou ter comemorado tentativa de golpe na Bolívia. “Certo é que a libertação de presos políticos seria algo a ser muito comemorado”, afirmou.

“Inclusive, a ex-presidente da Bolívia, a Jeanine Ãnez, está presa e foi condenada a dez anos de prisão simplesmente porque ela cumpriu a Constituição lá e assumiu a presidência em um vácuo que houve antes do Evo Morales voltar ao Poder. Eu já estive com a filha dela, sei do sofrimento da família dessa mulher e vou comemorar muito o dia que ela e tantos outros presos políticos da Bolívia sejam soltos”, disse a parlamentar no vídeo publicado nessa quinta-feira (27/6).

Felix pediu à PGR que instaure inquérito contra Bia Kicis. “Por se tratar de uma liderança política com mandato no Congresso Nacional, e com trajetória na promoção e difusão de teses conspiratórias para insuflar insurgências cívico-militares contra governos democraticamente eleitos, é certo que seu comentário produz consequências na promoção de animosidade entre as Forças Armadas e o governo civil e na organização de novas empreitadas golpistas”, afirmou.

O deputado do PSol comparou a tentativa de golpe na Bolívia, ocorrida esta semana, com os atos antidemocráticos de 8 de janeiro. O parlamentar disse à PGR que Bia Kicis “foi fundamental na articulação de teorias conspiratórias sobre os resultados eleitorais que impulsionaram o ímpeto golpista e contribuíram para a tentativa de golpe do dia 8 de janeiro”.

A coluna acionou a deputada federal sobre a representação. A parlamentar disse que “no Brasil do PT do Lula e seus puxadinhos, a moda é perseguir opositores, inventar crimes que não existem e liberar aqueles que cometem crimes de verdade”.

Redação com Metrópoles

Galeria de Imagens