Anadia/AL

29 de maio de 2024

Anadia/AL, 29 de maio de 2024

Em uma semana, Alagoas confirmou quase 700 casos de dengue; 6,8 mil já foram notificados no ano

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 24 de abril de 2024

adi

Foto: Reprodução

Quase 700 casos de dengue foram confirmados em uma semana no estado de Alagoas. O boletim da Semana Epidemiológica 16, divulgado nesta terça-feira, 23, pela Secretaria de Estado de Saúde (Sesau), mostrou que, ao todo, 3.756 foram confirmados de janeiro até abril de 2024 (3.683 encerrados como dengue, 66 como dengue com sinais de alarme e 7 como dengue grave). Em comparação com o último boletim, repassado pelo órgão estadual ao TNH1 no último dia 16, quando tinham 3.069 casos já constatados da doença, houve o aumento de 687 pacientes com dengue no território alagoano.

O boletim também registrou que, em relação ao número de casos notificados, entre confirmados, suspeitos e descartados, houve um crescimento considerável. Em sete dias, o total de 5.631 casos saltou para 6.804, ou seja, 1.173 casos a mais sendo observados no estado. Se for comparado com o mesmo período do ano, em 2023, já houve um aumento de 195,8%.

“Dos 6.804 casos notificados em 2024, 3.756 foram confirmados (3.683 encerrados como dengue, 66 como dengue com sinais de alarme e 7 como dengue grave), 1.728 casos foram descartados e 1.284 aguardam encerramento (existe um prazo para encerramento do caso de 60 dias a partir da data de notificação). No mesmo período do ano passado, foram notificados 2.300 casos, destes, 1.393 casos foram confirmados (1.374 encerrados como dengue, 18 como dengue com sinais de alarme e 1 como dengue grave) e 907 descartados”, mostra trecho do boletim.

Ainda de acordo com a Sesau, as pessoas do sexo feminino continuam a apresentar predominância em relação ao número de casos. Elas representam 53,4%. A faixa etária com maior destaque é a de pessoas entre 20 e 29 anos (24,5%). A que menos possui registros de casos, é a de idosos com idade acima de 80 anos (0,5%). Veja o gráfico abaixo:

Terceira morte foi registrada em Porto de Pedras – Um dia após o Ministério da Saúde confirmar o terceiro óbito causado por dengue neste ano em Alagoas, a Sesau comunicou que a vítima era moradora do município de Porto de Pedras, Litoral Norte do Estado. Ainda segundo a pasta, 67 casos foram considerados graves.

A primeira morte foi registrada no último dia 26, em Atalaia. A vítima foi identificada como João Leonardo Isidoro de Almeida Lau, de 19 anos, que era atleta profissional de futebol. Já a segunda morte foi confirmada no dia 9 de abril. A vítima, que não teve a identidade, era moradora do município de Viçosa, na Zona da Mata alagoana. A terceira pessoa que não resistiu às complicações da doença também não teve o nome revelado.

Até o dia 22 de abril, houve o registro de três óbitos suspeitos, que estão em investigação. Eles foram contabilizados nos municípios de Teotônio Vilela (1), Boca da Mata (1) e Barra de Santo Antônio (1). Em comparação com o mesmo período, em 2023, não houve registro de mortes por causa da dengue.

Fonte: TNH1

Galeria de Imagens