Anadia/AL

14 de junho de 2024

Anadia/AL, 14 de junho de 2024

Filiação de Teca Nelma acalma ânimos

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 27 de março de 2024

vv2

Reprodução: É assim

Por: Emanuelle Vanderlei 

Está marcada para a próxima segunda-feira (1°), a primeira reunião da vereadora Teca Nelma no Partido dos Trabalhadores (PT) com status de filiada. Ela será recebida oficialmente no diretório de Maceió depois de ter a filiação abonada em Brasília pela presidente nacional do partido, Gleisi Hoffman. Segundo Marcelo Nascimento, presidente do PT Maceió, será um momento simbólico.

“Um encontro dela com o presidente do PT Maceió e a secretária da mulher, que vão recepcioná-la no partido, dar as boas-vindas”.

Apesar do clima tenso que se formou nas vésperas da filiação, com desagravo da direção estadual e municipal, e carta dos pré-candidatos contra, o clima político na legenda parece ter se acalmado, sobretudo após o encontro da vereadora com Gleisi Hoffman, que filiou a parlamentar no PT.

“Depois que a presidente Gleisi abonou a filiação, não teve nenhuma reação da militância”, disse Nascimento. Ele reforça que não houve nenhuma conversa interna até agora. “A direção não se reuniu, só tem reunião de mês em mês a próxima reunião é dia seis de abril”.

A Tribuna Independente não conseguiu contato com a vereadora Teca Nelma para tratar sobre a sua chegada ao PT. Desde o início deste processo, a parlamentar tem evitado polemizar sobre o assunto.

O presidente do PT Maceió, que estava presente na filiação em Brasília, reforça que não há opções para contestação interna. “A palavra final é do diretório nacional. Então, o PT local tem uma hierarquia, tem toda uma disciplina partidária, que é quando a instância máxima do partido se posiciona não tem mais a quem recorrer, então já é fato consumado”.

Diante disso, o nome da vereadora deve se tornar naturalmente o principal do PT, e até mesmo da Federação Brasil da Esperança (PT, PV e PCdoB), na chapa para vereadores. Além do seu nome, o único na chapa com mandato é o Dr. Valmir, que na eleição anterior teve bem menos votos que ela. Teca teve 4.578 votos, enquanto Valmir recebeu 1.691 votos.

A cadeira conquistada pelo PT em 2020 foi garantida por conta da soma das múltiplas candidaturas com um número razoável de votos. Se este ano se repetir, Valmir não tem chance porque os votos trazidos por Teca são muitos comparados com os petistas, mas ficam bem longe de atingir o quociente que traria uma cadeira a mais.

É a primeira vez que os partidos disputam as vagas na Câmara Municipal como federação. Em 2020 os partidos estavam sozinhos. O PCdoB não elegeu ninguém, o PT fez a primeira cadeira em anos, com a eleição de Valmir, e o PV fez três nomes, Eduardo Canuto, Cal Moreira e Gaby Ronalsa, mas esses três estão fora da chapa nesse momento. Os primeiros migraram para o PL de JHC e Gaby decidiu não tentar a reeleição.

A expectativa da federação seria ocupar três cadeiras, mas pelos cálculos reais, nos bastidores pouca gente acredita em mais que duas, provavelmente uma do PT e outra do PV.

*Redação com Tribuna Hoje

Galeria de Imagens