Anadia/AL

13 de julho de 2024

Anadia/AL, 13 de julho de 2024

Fim de greve na Ufal só será definida em julho

Definição | 14:52 hs

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 24 de junho de 2024

vv2

Crédito: Marcello Casal Jr / Agência Brasil

Por: Gabriel Amorim

A greve dos professores da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) entra em fase crucial. Com as atividades paralisadas desde o início de abril, os profissionais decidiram pôr fim à nível nacional no último domingo (23). Os docentes da Associação dos Docentes da Universidade Federal de Alagoas (Adufal), no entanto, ainda irão discutir se continuam ou encerram a greve.

Ao TNH1, o presidente da Adufal revelou que, após uma reunião interna na manhã desta segunda-feira (24), ficaram agendadas três assembleias na próxima semana, que irão decidir pela manutenção ou não da greve,

A primeira reunião acontece na próxima segunda-feira (1º), no Campus Sertão, em Delmiro Gouveia.

TNH1 apurou que os valores aprovados no domingo (23) pelo Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior não mudaram em relação à última proposta feita pelo governo federal.

Foi oferecido uma elevação do reajuste linear, até 2026, de 9,2% para 12,8% (9% em janeiro de 2025 e 3,5% em maio de 2026). Além do reajuste, há previsão da liberação do controle do controle de frequência dos magistrados e a revogação da ampliação da carga horária semanal dos professores em sala de aula, que havia sido feita em 2020.

Professores irão se reunir – Ao TNH1, o presidente da Adufal revelou que, após uma reunião interna na manhã desta segunda-feira (24), ficaram agendadas três assembleias na próxima semana, que irão decidir pela manutenção ou não da greve,

Confira, abaixo, todas as datas e horários dos encontros onde será debatida a greve:

Segunda-feira (1º)

  • Campus Sertão (Delmiro Gouveia) – 15h-17h;

Terça-feira (02)

  • Campus Arapiraca – 10h às 14h;
  • Maceió – 9h30 às 12h30.

A soma das três assembleias irá decidir se a greve dos professores terá fim em Alagoas. Os professores são aguardados nos encontros, e o presidente da Adufal reforçou a necessidade da presença dos profissionais.

Greve nacional – Professores das universidades federais decidiram, nesse domingo (23), pôr fim à greve nacional dos docentes. A paralisação teve início em abril em instituições de ensino superior de todo o país.

O encerramento deve acontecer após as assinaturas dos termos de acordo entre o Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (Sinasefe) e o governo.

A retomada das aulas, entretanto, dependerá da decisão de cada instituição federal de ensino. As universidades irão definir o próprio calendário acadêmico.

*Redação com TNH1

Galeria de Imagens