Anadia/AL

22 de junho de 2024

Anadia/AL, 22 de junho de 2024

Fim do jejum: Botafogo volta a vencer no Brasileiro após 6 meses e 12 jogos

FUTEBOL NACIONAL

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 19 de abril de 2024

espor

Vítor Silva / Botafogo

O Botafogo venceu a primeira partida no Campeonato Brasileiro. Na estreia do técnico Artur Jorge, no Engenhão, o português surpreendeu ao deixar Tiquinho Soares no banco de reservas. O atacante acabou entrando ainda na primeira etapa – substituindo Matheus Nascimento lesionado – e ajudou o Botafogo a vencer o Atlético-GO por 1 a 0, nesta quinta-feira, no encerramento da segunda rodada.

Após estrear com derrota por 3 a 2 para o Cruzeiro, fora de casa, o Botafogo conquistou seus três primeiros pontos, subindo para a 11ª colocação. Já o Atlético-GO, que perdeu para o Flamengo por 2 a 1 na primeira rodada, segue sem vencer e23 amarga a 19ª colocação, à frente somente do Cuiabá, que não atuou na rodada.

Por opção do técnico Artur Jorge, sem o centroavante Tiquinho Soares, o Botafogo ficou sem uma referência no ataque. O duelo começou equilibrado. Enquanto o time carioca explorava a velocidade de Jeffinho e Luiz Henrique, o goiano levava perigo no jogo aéreo. O ‘castigo’ do camisa nove durou pouco tempo, isso porque Matheus Nascimento sentiu uma lesão com 20 minutos de jogo.

Com Tiquinho em campo, não demorou muito para os donos da casa abrirem o placar. O atacante puxou a marcação e Mateo Ponte apareceu de surpresa na área para completar o cruzamento de Luiz Henrique, aos 31. Ele ajeitou a bola e bateu de primeira. Na frente, o time carioca fez o que fazia de melhor em 2023, com contra-ataques rápidos. Tchê Tchê deu belo passe para Jeffinho, mas Ronaldo evitou que a vantagem botafoguense fosse maior na primeira etapa.

O segundo tempo começou com o mesmo panorama. O Atlético tentou pressionar nos minutos iniciais, porém deixava espaços para os contragolpes. Tiquinho Soares deu belo passe em velocidade para Júnior Santos, que saiu cara a cara com o goleiro, mas exagerou na força do passe para Luis Henrique, que não chegou a tempo e desperdiçou uma chance de ouro.

Sem conseguir matar o jogo, o Botafogo foi perdendo a concentração, acelerando as jogadas, tirando a paciência do torcedor, que já imaginava o filme repetido de sofrer gols na reta final. Perigoso na bola aérea, Vagner Love pegou a sobra na área e Gatito fez grande defesa. Já na marca dos 40 minutos, o Botafogo saiu errado, Yony Gonzalez chutou e Lucas Halter tirou com o joelho para garantir a vitória botafoguense.

O Botafogo volta a campo no domingo, às 18h30, ainda em casa, no Engenhão, quando recebe o Juventude. No mesmo dia e horário, o Atlético-GO encara o São Paulo, desta vez no estádio Antônio Accioly, em Goiânia (GO).

FICHA TÉCNICA – BOTAFOGO 1 X 0 ATLÉTICO-GO

  • BOTAFOGO – Gatito Fernández; Mateo Ponte, Lucas Halter, Bastos e Hugo; Gregore, Tchê Tchê, Luiz Henrique (Savarino) e Jeffinho (Oscar Romero); Júnior Santos (Patrick de Paula) e Matheus Nascimento (Tiquinho Soares). Técnico: Artur Jorge.
  • ATLÉTICO-GO – Ronaldo; Bruno Tubarão, Luiz Felipe, Pedro Henrique e Guilherme Romão; Rhaldney (Yony González), Baralhas, Alejo Cruz (Vagner Love) e Shaylon; Luiz Fernando (Max) e Emiliano Rodríguez (Derek). Técnico: Emílio Faro (auxiliar).
  • GOL – Mateo Ponte, aos 31 minutos do primeiro tempo.
  • CARTÕES AMARELOS – Lucas Halter, Patrick de Paula e Tiquinho Soares (Botafogo); Rhaldney, Bruno Tubarão, Luiz Felipe e Pedro Henrique (Atlético-GO).
  • ÁRBITRO – Luiz Flávio Oliveira (SP).
  • RENDA – R$ 337.950,00.
  • PÚBLICO – 8.508 torcedores.
  • LOCAL – Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ).

Fonte: TNH1

Galeria de Imagens