Anadia/AL

13 de julho de 2024

Anadia/AL, 13 de julho de 2024

Game Over: operação apreende bens de influenciadores envolvidos no jogo do Tigrinho

Entre os bens apreendidos estão carros de luxo e uma lancha, joias, celulares e dinheiro | 20:28 hs

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 18 de junho de 2024

vv2

Ascom/ PCAL

Por: Emanuele Lopes da Silva

A Polícia Civil de Alagoas encerrou nesta segunda-feira (17) a Operação “Game Over”, realizada por meio da Delegacia de Estelionatos, sob o comando do delegado Lucímério Campos, para combater a prática ilícita do chamado jogo do Tigrinho. A operação foi iniciada na sexta-feira (14).

A ação, que contou também com a participação do delegado-geral Adjunto, Eduardo Mero, cumpriu mandados de busca e apreensão em residências de influenciadores alagoanos que estavam cometendo crime de estelionato ao incentivar seus seguidores a praticar esse tipo de jogo que tem arruinado as finanças de muitas pessoas.

Detalhes da operação foram revelados em entrevista coletiva, que contou com a presença do secretário Executivo da Secretaria de Segurança Pública do Estado de Alagoas, delegado José Carlos André. Ele destacou a nocividade do jogo para a sociedade, informando que algumas pessoas já chegaram a cometer suicídio em virtude das dívidas que contraíram após se viciarem no Tigrinho. Por outro lado, os influenciadores ficaram cada vez mais ricos e ostentando sua riqueza.

O delegado Lucimério Campos disse que, depois de oito meses de investigação, a Polícia Civil, cumpriu, por meio da Delegacia de Estelionato e com o apoio de outros órgãos, a decisão da 17ª Vara Criminal, de busca e apreensão de diversos bens de influenciadores e pessoas que os assessoravam.

Os mandados foram cumpridos nos bairros do Poço, Serraria, Jatiúca, Ouro Preto, Pajuçara e na cidade de Marechal Deodoro.

Entre os bens apreendidos estão três carros de luxo – dois Porsches e um Volvo –, um Fiat Fastback, uma lancha, além de joias, celulares, dinheiro e passaporte.

O valor dos bens apreendidos chega aos R$ 38 milhões e pode crescer com o andamento das investigações.

Nesta primeira fase, as buscas aconteceram nas residências de quatro influenciadores. Mas, segundo o delegado Lucimério Campos, o número de investigados envolvidos com o jogo do Tigrinho chega aos 40.

O delegado Eduardo Mero disse que, além da 17ª Vara Criminal, o trabalho da operação contou com o apoio do Ministério Público Estadual, por meio do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado).

Ele acrescentou que as investigações vão continuar até que todos os envolvidos sejam responsabilizados.

*Redação com Alagoas. Al

Galeria de Imagens