Anadia/AL

29 de maio de 2024

Anadia/AL, 29 de maio de 2024

Globo reclama da valorização do salário mínimo mas não fala nada dos bilhões gastos com juros, aponta Lindbergh Farias

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 27 de janeiro de 2024

vv2

(Foto: Reprodução | Jefferson Rudy/Agência Senado)

O parlamentar destaca que o texto esquece de mencionar os valores bilionários gastos pelo governo federal no último ano com o pagamento de juros da dívida pública, em razão da alta taxa de juros mantida pelo presidente do Banco Central nomeado por Jair Bolsonaro (PL), Roberto Campos Neto. “O argumento é que é um tiro no pé das contas públicas. O engraçado é que eles não falam nada dos 700 bilhões que gastamos em 2023 pela política de juros do queridinho do jornal, Roberto Campos Neto. O problema é o dinheiro gasto com os pobres, aposentados que recebem até um salário mínimo. Esse editorial é uma vergonha!”.

Lindbergh ainda ressaltou que a valorização do salário mínimo garante “uma enorme ascensão social e um crescimento econômico robusto”. “Lembro de um estudo do IPEA que procurava entender como o Brasil em poucos anos tinha criado um gigantesco mercado de consumo de massas atraindo uma parcela enorme da população que estava completamente excluída. Sabe qual foi o resultado? A principal causa daquele crescimento não foi o Bolsa Família, foi o papel do aumento do salário mínimo na previdência social. Esse dinheiro que chega nos aposentados volta totalmente para a economia em compra de remédios, alimentação”.

O deputado também criticou o “ranço anti-povo presente no editorial”. “Chegam a tratar um aposentado que ganha um salário mínimo como privilegiados que pertencem a uma ‘classe intermediária’. O tempo passa e não mudam. São as velhas elites com a cabeça escravocrata que Darcy Ribeiro denunciava”.

 
*Redação com Gazeta web 

Galeria de Imagens