Anadia/AL

18 de maio de 2024

Anadia/AL, 18 de maio de 2024

Guia do Alagoano 2024: confira a base dos times, onde assistir e a fórmula do campeonato

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 19 de janeiro de 2024

FUTEBOL

Foto: GloboEsporte.com

O Campeonato Alagoano versão 2024 conta com oito times e tem menos de três meses de duração. Com seis estádios definidos para sediar os jogos, a disputa começa neste sábado (20/01), com duas partidas, e tem o término previsto para 6 de abril.

A novidade é o Penedense, que foi campeão da Segunda Divisão em 2023 e voltou à elite do futebol alagoano. Bicampeão estadual, o CRB tem hoje o maior investimento do futebol alagoano e entra como favorito ao tri.

Seu principal rival, o CSA, se orgulha de ser o maior detentor de títulos alagoanos, com 40 taças, e tenta recuperar seu espaço no futebol do estado. O ASA, vice-campeão nos últimos dois anos, é outro grande que tenta desbancar os times da capital.

Onde assistir?

De acordo com a Federação Alagoana, o estadual será transmitido neste ano pela Band, em TV aberta, Nosso Futebol (TV por assinatura) e na FAFTV, pelo Youtube. O ge acompanha também a maioria dos jogos em Tempo Real.

Times do estadual

  • ASA
  • Coruripe
  • CRB
  • Cruzeiro-AL
  • CSA
  • CSE
  • Murici
  • Penedense

Fórmula de disputa

  • 1ª Fase – Os oito times jogam entre si em turno único, com partidas só de ida. Quando terminar a primeira fase, os quatro melhores se classificam para a semifinal.
  • Rebaixamento – O último colocado da primeira fase cai para a Segunda Divisão.
  • Semifinal – Esta etapa terá um cruzamento olímpico (1º x 4º e 2º x 3º), com o primeiro e segundo colocados disputando o jogo de volta em casa. Se houver empate na soma dos dois jogos do mata-mata, a decisão da vaga será nos pênaltis.
  • Final – Será disputada em dois jogos, com a segunda a partida tendo como mandante a equipe que tiver a melhor pontuação em todas as etapas do Alagoano. Não há vantagem em caso de empate na soma dos dois resultados. Em caso de igualdade, o campeão será conhecido através da cobrança de pênaltis.
Estádio Rei Pelé é a principal praça de Alagoas  — Foto: Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas

Estádio Rei Pelé é a principal praça de Alagoas — Foto: Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas

1ª RODADA

  • Sábado (20/01)

16h – Penedense x CRB (Transmissão: Band, Nosso Futebol e FAFTV)
16h – Murici x CSE (FAFTV)

  • Domingo (21/01)

16h – ASA x Cruzeiro-AL (FAFTV)
17h – CSA x Coruripe (Nosso Futebol e FAFTV)

Vagas

O campeão alagoano garante vaga direta nas copas do Brasil e do Nordeste de 2025. Por outro lado, o vice confirma um lugar na Copa do Brasil. Segundo a federação, as outras vagas no Pré-Nordestão serão definidas ainda por critérios estabelecidos pela CBF.

Além disso, o estadual dá uma vaga na Série D de 2025 para o melhor colocado que já não esteja disputando uma série do Brasileiro. A outra sai da Copa Alagoas.

Não haverá disputa do terceiro lugar em 2024. Entre os perdedores das semifinais, o terceiro será o time que, na soma de todas as fases anteriores, tenha a melhor campanha. Esta equipe, inclusive, vai enfrentar o campeão da Copa Alagoas na seletiva, em jogos de ida e volta.

As praças esportivas

Seis estádios vão sediar jogos do estadual neste ano: Rei Pelé (CRB e CSA), em Maceió, Coaracy da Mata Fonseca (ASA e Cruzeiro-AL), em Arapiraca, Gerson Amaral (Coruripe), em Coruripe, Alfredo Leahy (Penedense), em Penedo, José Gomes da Costa (Murici), em Murici, e Juca Sampaio (CSE), em Palmeira dos Índios.

Coaracy da Mata Fonseca será a sede do ASA e do Crzueiro-AL — Foto: Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas

Coaracy da Mata Fonseca será a sede do ASA e do Crzueiro-AL — Foto: Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas

Inscrição de jogadores

Novos atletas podem ser inscritos no Alagoano até o último dia útil anterior ao início da sétima rodada da primeira fase. Nesta data, o nome do jogador dever aparecer no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF.

O número máximo de regularizados é de 43 atletas, sendo 33 profissionais e 10 jogadores da base, com direito apenas a uma substituição na posição de goleiro, em caso de lesão comprovada até o último dia útil anterior ao início da sétima rodada.

Para a primeira rodada, todos os oito clubes devem ter inscritos no mínimo 18 atletas. Caso o time não tenha esse número, será eliminado do estadual.

CSA e CRB são os maiores campeões do estado — Foto: Ailton Cruz

CSA e CRB são os maiores campeões do estado — Foto: Ailton Cruz

Dupla da capital

CRB

O clube manteve o técnico Daniel Paulista e uma espinha dorsal de 2023, com destaque para o centroavante Anselmo Ramon e o volante Falcão. Por outro lado, os dirigentes fizeram mudanças importantes, principalmente na armação, e baixaram a média de idade do elenco.

Com a saída de João Paulo e Rafael Longuine, a diretoria fechou com os meio-campistas Jorginho, ex-Sport, e Gegê, campeão da Série B com o Vitória. Outro reforço bem conhecido do Galo foi o uruguaio Facundo Labandeira, ex-Sport. Até agora, chegaram 13 novos atletas.

A base do CRB tem: Matheus Albino; Hereda, Fábio Alemão, Saimon e Willian Formiga; Falcão, Rômulo (Gegê) e Jorginho; Léo Pereira, Labandeira e Anselmo Ramon. Neste ano, o time estreia no Alagoano sem ter feito amistosos.

Jorginho é apresentado pelo CRB — Foto: Divulgação/CRB

Jorginho é apresentado pelo CRB — Foto: Divulgação/CRB

CSA

CSA tenta fazer uma temporada de recuperação. Não conseguiu sair da Série C em 2023 e mudou quase todo o elenco para este ano, contratando 26 jogadores. O técnico Rogério Corrêa, ex-Volta Redonda, e os dirigentes Marlon Araújo e Alarcon Pacheco foram os responsáveis pela reformulação.

Corrêa iniciou a pré-temporada em dezembro e estreou em 2024 contra o Iguatu, pela Pré-Copa do Nordeste, sendo eliminado nos pênaltis após empate por 1 a 1 no tempo normal. Os jogadores mais famosos contratados foram o meia Marcinho (ex-Sampaio Corrêa e Cruzeiro) e os atacantes Rômulo (ex-CRB) e Alisson Farias (ex-Chapecoense) e Niltinho (ex-Shkupi 127).

A base do CSA, quando todos estiverem bem fisicamente, terá: Deivity; Lucas Marques, Jean Pierre, Eduardo Biazus e Ricardo Sena (Kevin); Marlon, Jean Cléber (Caio Vitor) e Marcinho; Alisson Farias, Niltinho e Rômulo.

Niltinho está de volta ao CSA — Foto: Morgana Oliveira/Ascom CSA

Niltinho está de volta ao CSA — Foto: Morgana Oliveira/Ascom CSA

Times do interior

ASA

O ASA foi vice-campeão no ano passado e garantiu vaga na Copa do Brasil desta temporada, o que lhe deu mais fôlego financeiro para montar o time para o Alagoano. Ainda em 2023, a diretoria acertou a contratação do técnico Leandro Sena (ex-Sergipe).

No elenco, o clube manteve três medalhões muito conhecidos pela torcida: o meia Didira, o meia-atacante Anderson Feijão e o atacante Júnior Viçosa.

A base para 2024 foi montada na pré-Copa do Nordeste, onde o ASA eliminou neste mês o Ferroviário nos pênaltis, após empate por 1 a 1, e foi desclassificado pelo Altos, com derrota por 2 a 1. A formação para o estadual tem: Bruno; Paulinho, Rômulo, Roni Lobo e Gabriel; Colina, Zé Wilson e Didira; Anderson Feijão, Iago e Gilvan.

Anderson Feijão é o destaque do ASA — Foto: Weslley Douglas

Anderson Feijão é o destaque do ASA — Foto: Weslley Douglas

O Coruripe foi buscar jogadores menos conhecidos no mercado alagoano e aposta na visão de mercado de sua diretoria e da comissão técnica para surpreender.

Sob o comando do técnico Roberto de Jesus, o time foi testado em três amistosos na pré-temporada e empatou os três, contra o Cruzeiro-AL, o Porto-PE e o Carmópolis/SE. Todos fora de casa.

Nessas partidas, o treinador montou a base com: Gustavo; Luciano, Dedé, Matheus e Max; Rodrigo, João Felipe e Lucas Gomes; Tiaguinho, Gabriel Mancha e Adriano Napão.

Formação do Coruripe que enfrentou o Porto-PE — Foto: ASCOM Coruripe

Formação do Coruripe que enfrentou o Porto-PE — Foto: ASCOM Coruripe

Cruzeiro-AL

O Cruzeiro-AL conta com jogadores que estiveram no clube na temporada passada. No elenco, o goleiro Jerfesson, o zagueiro Veracruz, o experiente Aurélio e o meia-atacante Victor Paraíba são os remanescentes de 2023. O volante Colina foi para o ASA, mas, como troco, a direção acertou com o lateral-direito Michel, ex-atleta do rival.

A equipe será comandada por Bruno Monteiro, que observou o time durante a preparação para o estadual contra o Coruripe, Itabaiana, Falcon-SE e Central. Curiosamente, empatou todos eles.

A base para a esteia tem: Jerfesson; Michel, Veracruz, Ruan e Paulinho (Digão); Jackson, Natan e Aurélio; Adílio, Victor Paraíba e Everton Potiguar.

Paulinho vai defender o Cruzeiro-AL em 2024 — Foto: @alexsandersmith1/Ascom Cruzeiro-AL

Paulinho vai defender o Cruzeiro-AL em 2024 — Foto: @alexsandersmith1/Ascom Cruzeiro-AL

Murici

O Murici será comandado por Alyson Dantas, bem conhecido no futebol alagoano. Morais, ex-Vasco e Corinthians, está com 39 anos e vai vestir a camisa alviverde novamente, sendo o medalhão mais famoso do estadual. O elenco conta também o conhecido meia Mazinho, ex-Operário-PR e Paraná.

O time base deve ser formado por: Alexandre; João Carlos, Max Marabá, Mayron e Tadeu; Ramon, Mazinho, Rodrigo Mucuri e Morais; Tarcisio e Palácios.

Morais vai defender o Murici no Alagoano de 2024 — Foto: Erivan Batista e Izidorio Fotografias

Morais vai defender o Murici no Alagoano de 2024 — Foto: Erivan Batista e Izidorio Fotografias

CSE

O Tricolor terá competições importantes na temporada. Além do estadual, o time vai buscar o bicampeonato da Copa Alagoas e terá ainda a Série D do Brasileiro, o que fez a diretoria aumentar o investimento no Alagoano. No elenco, para se ter ideia, estão os goleiros Edimar Sucuri, ex-ASA, e Pedro Campanelli, que esteve no clube em 2023. Para o ataque, a direção acertou o retorno o atacante Ibson Melo.

CSE treina no Juca Sampaio — Foto: @pmfotos

CSE treina no Juca Sampaio — Foto: @pmfotos

Penedense

De volta à Primeira Divisão do Alagoano, o tradicional time de Penedo manteve o técnico Jaelson Marcelino e conta no elenco com o experiente Palhinha. Outro nome conhecido no futebol estadual é o meia Marcos Antônio, ex-CSA.

Na pré-temporada, o Penedense disputou amistosos com o Sergipe, vencendo por 3 a 2, o CRB Sub 20, ganhando por 3 a 1, e o Murici, empatando por 1 a 1.

O time base é formador por: Diogo; Renato, Léo, Ramos e Pedrinho; Sorin, Buga, Marcos Antônio e Darlisson; Wallace e Bruno Tesouro.

Marcos Antônio (primeiro em pé à dir) acerta com o Penedense — Foto: Bruno Vieira/@bvieira.ph

Marcos Antônio (primeiro em pé à dir) acerta com o Penedense — Foto: Bruno Vieira/@bvieira.ph

Ranking de títulos alagoanos

1º – CSA (40 títulos) – 1928, 1929, 1933, 1935, 1936, 1941, 1942, 1944, 1949, 1952, 1955, 1956, 1957, 1958, 1960, 1963, 1965, 1966, 1967, 1968, 1971, 1974, 1975, 1980, 1981, 1982, 1984, 1985, 1988, 1990, 1991, 1994, 1996, 1997, 1998, 1999, 2008, 2018, 2019 e 2021.

2º – CRB (33 títulos) – 1927, 1930, 1937, 1938, 1939, 1940, 1950, 1951, 1961, 1964, 1969, 1970, 1972, 1973, 1976, 1977, 1978, 1979, 1983, 1986, 1987, 1992, 1993, 1995, 2002, 2012, 2013, 2015, 2016 e 2017, 2020, 2022 e 2023.

3º – ASA (7 títulos) – 1953, 2000, 2001, 2003, 2005, 2009 e 2011

4º – Coruripe (3 títulos) – 2006, 2007 e 2014

Capelense (3 títulos) – 1959, 1962 e 1989

5º – Santa Cruz (2 títulos) – 1945 e 1948

6º – Ferroviário (1 título) – 1954

Corinthians-AL (1 título) – 2004

Barroso (1 título) – 1946

Alexandria (1 título) –1947

Murici (1 título) – 2010

Redação com GE-AL

Galeria de Imagens