Anadia/AL

13 de julho de 2024

Anadia/AL, 13 de julho de 2024

Incêndio em fábrica de lítio na Coreia do Sul deixa pelo menos 22 mortos

Um incêndio em uma fábrica de baterias de lítio na Coreia do Sul deixou pelo menos 22 mortos, entre eles dezoito cidadãos chineses, segundo informações divulgadas pelos bombeiros nesta segunda-feira (24). Uma pessoa continua desaparecida.

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 25 de junho de 2024

CARA

Foto: Reprodução

O incêndio ocorreu em Hwaseong, no sul de Seul, em uma usina da fabricante sul-coreana de baterias Aricell. O local armazena, no segundo andar, cerca de 35 mil baterias de lítio, altamente inflamáveis.

Segundo Kim Jin-young, representante do Corpo dos Bombeiros, as queimaduras dificultam a identificação das vítimas. De acordo com ele, mais de 100 pessoas trabalhavam na fábrica quando começou uma série de explosões no segundo andar, onde as baterias de lítio são inspecionadas e embaladas.

Jin-young disse à imprensa que os bombeiros conseguiram controlar as chamas e agora estão trabalhando para remover os corpos do prédio carbonizado. Uma equipe de resgate está no interior realizando operações de busca e resgate.

“Foi difícil entrar no prédio porque tínhamos medo de que mais explosões acontecessem”, disse, acrescentando que os bombeiros controlaram o fogo com “areia seca”.

As baterias de lítio são usadas em todo tipo de produto, de laptops a veículos elétricos. Imagens transmitidas pela agência de notícias Yonhap mostraram nuvens de fumaça subindo acima do prédio da fábrica, devastado pelas chamas.

Garantir a segurança

O presidente sul-coreano, Yoon Suk Yeol, pediu às autoridades locais que “mobilizassem todos os profissionais e equipamentos disponíveis na busca e salvamento das vítimas”. Yoon também alertou as autoridades e pediu que a segurança dos bombeiros seja garantida, dada a velocidade de propagação do fogo.

As autoridades locais alertaram os moradores da cidade de Hwaseong sobre a fumaça, e recomendaram que eles deixassem as suas casas para evitar intoxicações. “Há muita fumaça devido ao incêndio em uma fábrica. Por favor, preste atenção à segurança, inclusive abstendo-se de sair”, diz uma mensagem de alerta enviada por SMS.

A Coreia do Sul é um grande produtor de baterias, principalmente usadas em veículos elétricos. O incêndio é um dos piores desastres industriais do país nos últimos anos.

Em 1989, um acidente em uma fábrica de produtos químicos em Yeosu, província de Jeolla do Sul, matou 16 pessoas e feriu 17. Em 2020, 38 pessoas morreram em um incêndio em um armazém em Icheon, no sul de Seul.

Fonte: RFI

Galeria de Imagens