Anadia/AL

13 de julho de 2024

Anadia/AL, 13 de julho de 2024

Invest Alagoas mostra os potenciais do estado para empresários brasileiros

Nomes como Luiz Felipe Coutinho, da Origem Energia; Paulo Dallari, da Natura & Co.; e Alexandre Apendino, da TOVS, participaram de painéis durante a primeira edição do evento.

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 14 de junho de 2024

invest-alagoas-mostra-os-potenciais-do-estado-para-empresarios-brasileiros

Evento contou com a presença do governador de Alagoas, Paulo Dantas, e do ministro dos Transportes e ex-governador do Estado, Renan Filho | Marcos Oliveira

Agência Alagoas

Terceiro maior crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) entre as 27 unidades da Federação, segundo levantamento do Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene), vinculado ao Banco do Nordeste (BNB), Alagoas vem chamando a atenção de empresários brasileiros, por suas potencialidades econômicas. Exemplo disto foi a presença maciça de líderes empresariais nesta quinta-feira (13), na primeira edição do Invest Alagoas, evento realizado em São Paulo que teve como objetivo mostrar o ambiente de segurança fiscal, política e jurídica do estado.

A noite, que contou com a presença do governador de Alagoas, Paulo Dantas, e do ministro dos Transportes e ex-governador do Estado, Renan Filho, reuniu cerca de 250 empresários brasileiros – muitos deles que já têm negócios no Estado. Na ocasião, foram apresentados painéis sobre Distribuição, Comércio e Indústria; Energia e Saneamento; e Turismo e Tecnologia.

Na primeira mesa da noite –  Distribuição, Comércio e Indústria –, estiveram presentes Paulo Dallari, diretor de relações governamentais da Natura & Co; Flávia Tenório, diretora jurídica da Sococo; Alexandre Mendonça, presidente do conselho de administração do Grupo Carajás e do MAC (Movimento Alagoas Competitiva); Pedro Robério de Melo Nogueira, presidente do Sindaçúcar; e Fábio Acerbi, diretor jurídico e de relações externas da Solar BR.

Fábio Acerbi, da Solar BR – engarrafadora da Coca-Cola para todo o Nordeste – apontou que o crescimento da empresa no estado tem acontecido especialmente por conta de um diálogo transparente no ambiente empresarial, algo que foi corroborado por Flávia Tenório: “A Sococo vai fazer 60 anos e nossa história começou em Alagoas. O que posso testemunhar é que realmente o Estado tem sido um parceiro muito firme, cumpridor de seus acordos, que nos traz bastante segurança jurídica. O atual governo tem sido um importante parceiro neste sentido. Além disso, é um estado com mão de obra qualificada, técnica e muito seguro.”

No segundo painel do Invest Alagoas, estiveram Luiz Felipe Coutinho, CEO da Origem Energia; Hebert Dantas, presidente da BRK Ambiental em Alagoas; Bernardo Gradin, fundador e CEO da GranBio; e Luciene Machado, superintendente de estruturação de projetos do BNDES. Eles se reuniram para falar sobre Energia e Saneamento.

“Chegamos ao estado substituindo a Petrobras, que é uma empresa que todo governo quer ter, mas que há algum tempo vinha negligenciando investimentos locais. A ajuda das autoridades foi fundamental para que a Origem Energia pudesse desenvolver seus projetos e incrementá-los em até 5 vezes. Nos últimos três anos, investimos 120 milhões por ano. Na visão da Origem, Alagoas tem hoje um contexto único para fornecer energia limpa. Não investimos apenas pelas belezas naturais do estado, mas sim pela localização estratégica e pelo ambiente de negócios”, disse Luiz Felipe Coutinho.

Já Bernardo Gradin, da GranBio, destacou que o primeiro etanol celulósico produzido no mundo é de Alagoas. Nossa história começou no estado em 2012 e já pensávamos na mudança climática. Sofremos solavancos, como qualquer projeto pioneiro, mas produzimos em Alagoas o primeiro etanol celulósico do mundo. O município de Barra de São Miguel e o BNDES [Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social] sempre foram parceiros importantes.”

Encerrando as discussões, houve o painel Turismo e Tecnologia, com Giuliana Mesquita, head de produtos da Azul Viagens; Adriana Vasconcelos, diretora comercial do grupo MME Hotéis e Empreendimentos; Mário Vasconcelos, CEO do Grupo Amarante; e Alexandre Apendino, diretor executivo de atendimento e relacionamento da TOVS.

Giuliana Mesquita contou que a Azul tem mantido 22 voos semanais com destino a Alagoas mesmo na baixa temporada e capacitado cada vez mais seus agentes de viagens para que eles conheçam e vendam o destino com segurança. “De 2023 para 2024 já tivemos um crescimento de 112% na nossa receita com o estado”, disse.

“Alagoas é um paraíso encantado. Temos 230 quilômetros de litoral, sendo 22 quilômetros de rios e canais. Por isso levamos o título de Paraíso das Águas. Sempre tive o sonho de fazer um resort para cada estilo e gosto, e já temos seis. Em breve devemos anunciar mais um ou dois”, contou Adriana Vasconcelos, diretora comercial do Grupo MME Hotéis e Empreendimentos. “Fomos convidados para estar presente em dois estados, mas ainda escolhemos focar em Alagoas”, continuou.

Na seara de tecnologia, Alexandre Apendino, da TOVS, destacou a relevância do estado para a operação da companhia, que é a maior empresa de tecnologia do país. “Acreditamos no Brasil e estamos investindo no estado de Alagoas com a contratação de mão de obra local e a remuneração elevada do setor. Abrimos um novo escritório no estado, temos centenas de clientes por lá, e acreditamos que podemos aumentar muito a digitalização e adoção de tecnologias no estado, especialmente por conta do OxeTech, programa da Secretaria de Estado da Ciência, da Tecnologia e da Inovação do Estado de Alagoas (SECTI) que fomenta a tecnologia”.

Redação com Agência Alagoas

Galeria de Imagens