Anadia/AL

18 de maio de 2024

Anadia/AL, 18 de maio de 2024

Israel perde 21 soldados em dia mais mortal para seu Exército desde invasão

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 23 de janeiro de 2024

vv2

AFP 2023 / Jalaa Marey

O Exército de Israel afirmou que 21 dos seus soldados foram mortos na segunda-feira (23/1) em Gaza — o dia mais mortal para as forças israelenses desde o início da sua operação terrestre na Faixa de Gaza.

O porta-voz principal das Forças de Defesa de Israel (IDF), Daniel Hagari, disse que, pelo que se sabe até o momento, os militares morreram quando uma granada lançada por um foguete atingiu um tanque perto de dois edifícios onde eles estavam.

Israel afirma que ainda está investigando os detalhes do incidente.

A explosão ocorreu na parte central de Gaza, perto do kibutz de Kissufim, que fica no lado israelense da fronteira, durante a tarde (horário local) de segunda-feira, disse Hagari.

Segundo o porta-voz, os soldados, todos reservistas, estavam participando de uma operação para garantir o retorno seguro dos moradores das cidades do sul de Israel, depois de dezenas de milhares terem sido evacuados após o ataque do Hamas em 7 de outubro.

O Exército de Israel afirmou que 21 dos seus soldados foram mortos na segunda-feira (23/1) em Gaza
O Exército de Israel afirmou que 21 dos seus soldados foram mortos na segunda-feira (23/1) em Gaza

Foto: Reuters / BBC News Brasil

O presidente israelense, Isaac Herzog, escreveu no X, antigo Twitter, que foi uma “manhã insuportavelmente difícil”.

“Em nome de toda a nação, consolo as famílias e rezo pela cura dos feridos”, disse ele.

Israel declarou guerra contra o Hamas depois que o grupo invadiu e matou 1.300 pessoas em Israel – a maioria civis – e fez cerca de 240 outras reféns em um ataque sem precedentes.

Pelo menos 25.295 pessoas – principalmente mulheres e crianças – foram mortas na campanha militar israelense em Gaza desde então, segundo o Ministério da Saúde controlado pelo Hamas.

*Redação com Terra

Galeria de Imagens