Anadia/AL

13 de junho de 2024

Anadia/AL, 13 de junho de 2024

Lula anuncia crédito extra de R$ 15 bi para a reconstrução do RS

Medida provisória destinará recursos para linhas de financiamentos para empresas e ampliação do acesso ao crédito rural | 23:06 hs

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 29 de maio de 2024

vv2

@EduardoLeite45noInstagram

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) assinou uma MP (Medida Provisória) nesta 4ª feira (29.mai.2024) com um novo pacote de medidas de R$ 15 bilhões para a reconstrução do Rio Grande do Sul depois das fortes chuvas que atingiram o Estado gaúcho durante o mês de maio.

Dentre as ações, estão novas linhas de financiamento para pequenas, médias e grandes empresas, ampliação do acesso ao crédito rural, e financiamento de reparos emergenciais para equipamentos de Centros de Pesquisas do Rio Grande do Sul.

Para o financiamento de empresas, o Fundo Social garante:

  • compras de máquinas, equipamentos e serviços, com taxa de curso base 1% a.a + spread bancário. O prazo é de 60 meses com carência de 12 meses;
  • financiamento de projetos customizados, incluindo obras de construção civil, com taxa de custo base 1% a.a + spread bancário. O prazo é de até 120 meses com carência de 24 meses;
  • capital de Giro Emergencial, com taxas de custo base 4% a.a para as Micro, Pequenas e Médias Empresas e 6% a.a. O prazo é de até 60 meses com carência de 12 meses.

Conforme o governo federal, o limite por operação é de R$ 300 milhões para linhas de investimento produtivo, R$ 50 milhões para capital de giro emergencial de MPME (micro, pequenas e médias empresas) e de R$ 400 milhões para capital de giro emergencial de grandes empresas.

A ampliação do acesso ao crédito rural autoriza aporte adicional de R$ 600 milhões no FGO (Fundo de Garantia de Operações) para operações de crédito rural para pequenos e médios agricultores.

A linha de crédito da Finep (Financiadora de Estudos e Projetos), financiado por meio do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, terá:

  • até R$ 1,5 bilhão à taxa TR (taxa referencial) +5%, via operadores;
  • 50% dos recursos para as Micro, Pequenas e Médias Empresas.

As empresas elegíveis são as que receberam financiamento da Embrapii (Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial), BNDES, Lei do Bem ou Finep (Financiadora de Estudos e Projetos) nos últimos 10 anos.

O recurso para os reparos emergenciais de equipamentos de Centros de Pesquisa é de R$ 50 milhões, enquanto os reparos para equipamentos para pesquisadores será de R$ 15 milhões.

*Redação com Poder 360

Galeria de Imagens