Anadia/AL

21 de julho de 2024

Anadia/AL, 21 de julho de 2024

Lula volta a criticar patamar de juros e diz que BC atrasa crescimento do país

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 11 de março de 2024

vv2

(Foto: Isac Nóbrega/PR | Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a bater na tecla de que não há razões para o patamar elevado da taxa básica de juros da economia — a Selic, atualmente em 11,25% ao ano — e afirmou que o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, contribui para o atraso do crescimento econômico.

“Não tem nenhuma explicação os juros da taxa Selic estarem a 11,25%. Não existe nenhuma explicação econômica, nenhuma explicação inflacionária, não existe nada. Nada. A não ser a teimosia do presidente do Banco Central em manter essa taxa de juros”, disse Lula em entrevista ao SBT nesta segunda-feira.

“O que ele está fazendo nesse instante é contribuir para o atraso do crescimento econômico desse país. Vamos ter que ter paciência, na expectativa de que não se faça mais bobagem”, acrescentou.

Durante a entrevista, Lula também disse esperar que a regulamentação da reforma tributária nos próximos seis meses no Congresso Nacional não piore a linha principal do texto já aprovado pelo Parlamento. “Agora tem que regulamentar. O que eu espero é que na regulamentação a gente não piore aquilo que nós aprovamos, sabe, o principal da lei. Mas eu estou otimista”, afirmou.

O presidente aproveitou ainda para defender um sistema tributário que não onere os que têm menor renda e que não penalize o investimento do setor privado. Lula reiterou seu compromisso de campanha de garantir, até o fim de seu mandato, a isenção do Imposto de Renda a pessoas físicas que ganhem até 5 mil reais.

*Redação com Brasil 247

Galeria de Imagens