Anadia/AL

13 de junho de 2024

Anadia/AL, 13 de junho de 2024

Maior ataque aéreo russo em semanas aumenta danos na rede elétrica da Ucrânia

A Rússia diz que não ataca civis, mas considera o sistema energético ucraniano um alvo militar legítimo.

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 8 de maio de 2024

sswsw

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Mísseis e drones russos atingiram quase uma dúzia de instalações de infraestrutura crítica ucraniana em um grande ataque aéreo na madrugada de quarta-feira (8), causando sérios danos em três usinas termelétricas da era soviética, disseram autoridades de Kiev.

A Força Aérea disse ter derrubado 39 dos 55 mísseis e 20 dos 21 drones de ataque usados no ataque, que aumenta a pressão sobre o sistema energético combalido da Ucrânia, informa a Reuters.

“Outro ataque maciço à nossa indústria de energia!”- escreveu o Ministro da Energia, German Galushchenko, no aplicativo Telegram.

Duas pessoas ficaram feridas na região de Kiev e uma ficou ferida na região de Kirovohrad, disse o Ministro do Interior, Ihor Klymenko.

Cerca de 350 bombeiros correram para minimizar os danos causados a múltiplas instalações de energia, 30 casas, veículos de transporte público, carros e um posto de bombeiros, disse ele.

As instalações de geração e transmissão de energia nas regiões de Poltava, Kirovohrad, Zaporizhzhia, Lviv, Ivano-Frankivsk e Vinnytsia foram alvo, disse Galushchenko.

O ataque foi o mais recente em uma onda de ataques à infraestrutura energética crítica que começou em março.

Os ataques já obrigaram as autoridades a impor cortes de energia rotativos em várias regiões, mas seu impacto completo provavelmente será sentido mais tarde no ano, quando o consumo de energia atingir o pico no auge do verão e no inverno.

Exceto pelo sudeste de Zaporizhzhia, todas essas regiões estão localizadas longe das linhas de frente no leste, onde estão ocorrendo combates pesados e a Rússia tem ganhado terreno.

Galushchenko não nomeou as instalações atingidas, parte de uma política de sigilo de guerra que Kyiv diz ser necessária para evitar que a Rússia use as informações para novos ataques aéreos.

O governador de Lviv, Maksym Kozytskyi, disse que a Rússia também atacou uma instalação de armazenamento de gás natural em sua região, no oeste do país, relatou a Rádio Free Europe/Radio Liberty.

Não houve comentários imediatos de Moscou. A Rússia nega atacar civis, mas considera o sistema energético ucraniano um alvo militar legítimo.

Fonte: Brasil 247

Galeria de Imagens