Anadia/AL

22 de junho de 2024

Anadia/AL, 22 de junho de 2024

Membro da Executiva Estadual do PV pede desfiliação do partido e denuncia boicote ao seu nome como candidata à Câmara

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 24 de março de 2024

politica 1

Ambientalista e militante política, Salete Tavares - Foto: Assessoria

A ambientalista Salete Tavares, que integra a Executiva Estadual do Partido Verde (PV) em Alagoas, divulgou neste sábado (23), uma carta à sociedade formalizando a sua saída do partido após se sentir boicotada internamente por membros do PV, caso lance sua candidatura à vereadora pela cidade de Maceió nas eleições de 2024.

Na carta, endereçada a José Luiz Penna, presidente nacional do Partido Verde, Salete Tavares afirma que toma a decisão com profunda decepção e tristeza.

Ela diz ainda que acreditou na importância da democracia no Brasil e na luta de uma sociedade mais justa e igualitária, porém, afirma que, de acordo com o julgamento único e exclusivo do deputado estadual Silvio Camelo, teria sua candidatura “vetada” pela federação Brasil , caso ela fosse postulada, pois, segundo Salete, o deputado confirmou que a Federação Brasil não aceitava o meu nome, isso sem qualquer critério e sem que que ela fosse convocada para se defender em qualquer reunião, afirma.

Segundo a ambientalista, a intenção do deputado SIlvio Camelo é eleger o filho dele vereador por Maceió, através da Federação Brasil, desconsiderando qualquer outro nome que tenha alguma representatividade política.

Salete conta ainda que foi informada sobre esta situação através de uma ligação telefônica da Presidente Estadual em Alagoas, Sandra Menezes.

Leia, abaixo, a carta na íntegra:

Prezado Senhor José Luiz Penna, Presidente Nacional do Partido Verde.

Eu, Salete Tavares, filiada ao Partido Verde Alagoas, membro da Executiva Estadual, venho por meio desta formalizar minha solicitação de desfiliação do Partido Verde Alagoas.

É com profunda decepção e tristeza que tomei essa iniciativa. Como mulher, militante política e ambientalista sempre acreditei na importância da democracia no Brasil e na necessidade de lutar por uma sociedade mais justa e igualitária.

No entanto, fui confrontada com a dura realidade de ser informada, através de uma ligação telefônica da Presidente estadual em Alagoas, Sandra Menezes, que seria ‘vetada’ pela federação Brasil , caso eu fosse postular meu nome ao cargo de vereador em Maceió no ano de 2024, isso sob julgamento único e exclusivo do deputado estadual do partido verde, Silvio Camelo, onde o mesmo confirmou que a Federação Brasil não aceitava o meu nome. Sem critério algum e sem que eu fosse convocada para me defender em qualquer reunião. 

Posterior a isso, fui informada por alguns participantes da federação Brasil que meu nome nem se quer foi cogitado. Segundo o Deputado, ele pretende fazer seu filho vitorioso a uma vaga na câmara municipal de Maceió, candidato pela Federação Brasil, desconsiderando qualquer nome que tenha alguma representatividade política.

Essa atitude é uma afronta à democracia e aos direitos das mulheres. Por este motivo, não posso mais fazer parte de uma agremiação partidária que não valoriza e não respeita a diversidade e a igualdade de gênero.

Saio com a certeza de que continuarei minha luta por um país melhor e igualitário, onde todas as vozes sejam ouvidas e respeitadas.

Agradeço a todos que me apoiaram nessa jornada e espero poder contar com os amigos e seguidores que me apoiam nessa caminhada para ser candidata a vereadora por Maceió.

Solicito, portanto, que todas as providências sejam tomadas, bem como solicitar a exclusão de meu nome do cadastro de filiados.

Agradeço a atenção e solicito confirmação do recebimento desta e da efetivação da minha
desfiliação.

Atenciosamente, Salete Tavares!

Redação com 7 Segundos


Galeria de Imagens