Anadia/AL

20 de junho de 2024

Anadia/AL, 20 de junho de 2024

Nível da Lagoa dos Patos preocupa no Rio Grande do Sul

A projeção do Comitê de Eventos Extremos da Universidade Federal de Rio Grande é de que o período de maior elevação na Lagoa aconteça nesta quarta-feira (22) | 11:16 hs

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 21 de maio de 2024

vv1

Foto: Michel Corvello/ Prefeitura de Pelotas

Por: Frederico Feijó

A tensão é máxima no município de Pelotas, no sul do Rio Grande do Sul, em função do aumento do nível na Lagoa dos Patos. A projeção do Comitê de Eventos Extremos da Universidade Federal de Rio Grande é de que o período de maior elevação na Lagoa aconteça nesta quarta-feira (22). A previsão é de que a elevação seja aproximadamente 40 centímetros maior do que a inundação que é observada atualmente.

No momento, a Lagoa dos Patos está na marca dos 2,59 metros, com a presença do vento sul, que é o responsável por reter a água na Lagoa e impedir se direcione ao Oceano Atlântico. Em Rio Grande, a cidade foi toda construída em volta da Lagoa, são muitos os pontos de água na via urbana.

O município é o mais antigo do estado e teve o seu centro histórico completamente alagado. São mais de duas mil pessoas fora de casa, aulas suspensas, linhas do transporte coletivo interrompidas e problemas no recolhimento de lixo.

Em Pelotas, a situação também é parecida. São pelo menos 100 mil pessoas fora de casa e em áreas de risco de alagamento. Isso representa um terço da cidade. São sete abrigos oficiais e 30 abrigos administrados por voluntários.

Um outro problema em relação a Pelotas é o Canal São Gonçalo, que faz a ligação entre a Lagoa dos Patos e a Lagoa Mirim, no Uruguai, e como consequência da água do Guaíba ele também acaba aumentando seu nível. A Prefeitura de Pelotas reforçou toda a estrutura de diques e de zonas de contenção para impedir o avanço da água nessas regiões próximas também ao Canal São Gonçalo.

*Redação com CBN. Globo

Galeria de Imagens