Anadia/AL

29 de maio de 2024

Anadia/AL, 29 de maio de 2024

No Estádio Rei Pelé, CSA é eliminado do Pré-Nordestão pelo Iguatu

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 7 de janeiro de 2024

csa

Cearenses superam Azulão nas penalidades máxima

✨ Por Guilherme Nobre

O CSA não vai jogar a Copa do Nordeste de 2024! Em uma noite melancólica no Estádio Rei Pelé, o Azulão foi eliminado pelo Iguatu nos pênaltis, após empate por 1 a 1 no tempo normal. Com isso, o clube se despede do regional logo na 1ª fase da Pré-Copa do Nordeste.

E a queda azulina teve requintes de crueldade. O Azulão até abriu o placar no segundo tempo e ficou com um jogador a mais, após Tiaguinho ser expulso. Mesmo com a vantagem, tomou o gol de empate no apagar das luzes e não resistiu nas cobranças de pênalti, após Marquinhos e Pedro Favela desperdiçarem suas cobranças.

Assim, o CSA só pode voltar ao Nordestão em 2025. Já o Iguatu se prepara para a segunda fase, mas ainda não tem adversário definido, pois aguarda o restante dos classificados, que serão conhecidos neste domingo (7). Além do Azulão do Centro-Sul, estão garantidos na 2ª fase ASA, Retrô e ABC.

A segunda leva de jogos da Pré-Copa do Nordeste acontece no próximo final de semana. No entanto, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), ainda definirá as datas e horários. O CSA, por outro lado, aguarda o dia 20 de janeiro, quando estreia no Campeonato Alagoano contra o Coruripe.

1º TEMPO

O CSA começou a partida chegando mais ao ataque, porém, encontrou dificuldades para superar a defensiva cearense. Aos 6 minutos, saiu a primeira finalização. A bola foi cruzada e Rômulo experimentou de cabeça, mas Geferson encaixou. O Iguatu só chegou perto do gol aos 9min, mas Otacílio pegou mal na redonda.

Apesar das poucas chances, elas apareciam. Rômulo tentou novamente aos 12min, mas a mira não estava em dia. O CSA seguiu buscando os ataques, sobretudo pelas pontas. No entanto, o clube cearense armou um ferrolho defensivo que dificultou a vida maruja.

Defesa do Iguatu foi superior no primeiro tempo – Foto: Ailton Cruz

Aos 19 minutos, os azulinos tomaram um susto. Jean Pierre tentou o corte na defesa e perdeu a bola para Esquerdinha, que lançou Otacílio. O centroavante do ADI tinha tudo para marcar, mas isolou a bola. Mesmo com as oportunidades, o confronto foi perdendo ímpeto, sem muitas jogadas insinuantes.

Gustavo Xuxa foi um dos que mais tentou atacar na primeira etapa, sem sucesso. Enquanto isso, a dupla de zaga formada por Uesles e Júlio seguiu dominante. Aos 34min, Esquerdinha recebeu o passe no meio e bateu forte de fora, quase abrindo o placar. Na resposta, com 35 minutos, Jean Pierre cabeceou firme e a zaga cortou pertinho do gol.

Na reta final, poucas vezes o CSA ameaçou o gol cearense. Aos 42 minutos, Tiago Marques tentou de cabeça e a bola passou perto da trave. Tímido, o Iguatu chegou perto com Esquerdinha, mas Deivity fez uma bela defesa. E, assim ficou o primeiro tempo: 0x0.

Disputa no primeiro tempo foi forte – Foto: Ailton Cruz

2º TEMPO

Sem alterações, o CSA voltou disposto para buscar a vitória. Logo com 3 minutos, Rômulo avançou pela esquerda e arriscou. Porém, acertou a rede por fora. Na sequência, Marquinhos finalizou fraquinho para a defesa de Geferson. O nervosismo era claro nas arquibancadas, enquanto em campo as coisas não funcionavam com maestria.

Preocupado, Rogério Corrêa promoveu duas alterações aos 15 minutos, acionando Favela e Jean Cléber nos lugares de Marlon e Caio Vitor. Contudo, ambos pouco apareceram nos primeiros minutos em campo.

O Iguatu, por outro lado, mostrava-se satisfeito com a igualdade sem gols e seguiu fortalecendo a marcação. Porém, isso cansou a equipe comandada por Washington Luiz, que fez três alterações de uma vez, aos 27min.

Iguatu precisou se segurar ao máximo contra o Azulão – Foto: Ailton Cruz

Jean Pierre até experimentou de longe aos 28min, mas a bola foi para fora, mais uma vez. O clima foi ficando tenso no Trapichão. Mas aos 34 minutos o estádio pulsou. Marquinhos foi lançado na frente e chegou sem pressão para tocar na saída de Geferson: 1 a 0 para o Azulão.

O gol aliviou a pressão azulina e deixou o Iguatu no desespero para empatar, restando 10 minutos. O time cearense até chegou com perigo aos 40, mas a finalização foi mal executava por Tiaguinho. E o atacante cearense ainda se envolveu em uma confusão com Lucas Marques e acabou sendo expulso pelo segundo amarelo.

A vitória do CSA estava encaminhada até os 48 minutos. Porém, a bola parou na área azulina com cruzamento de Guto. Após um bate-rebate intenso, William Anicete apareceu finalizando com força para empatar, calando o Rei Pelé e levando a decisão para os pênaltis: 1 a 1.

Jogo acabou ficando empatado no tempo regulamentar – Foto: Ailton Cruz

PÊNALTIS

Em clima de tensão, Kevin foi o primeiro a cobrar pelo CSA e o lateral mandou no ângulo: 1×0. Do lado do Iguatu, o primeiro foi Otacílio, que empatou. Marquinhos foi para a segunda do Azulão, mas isolou, deixando o Trapichão revoltado. Anicete, herói cearense, cobrou a segunda e virou: 2 a 1. Em desvantagem, Popó foi para o terceiro pênalti e empatou novamente: 2×2.

Davi Torres foi para a quarta cobrança e Deivity foi certeiro para defender, reacendendo a esperança maruja. Pedro Favela chegou com a responsabilidade de colocar o Azulão na frente, mas mandou para fora. Diego Viana, na última cobrança, fez 4 a 2 para os cearenses. Jean Cléber, na quarta do CSA, precisava fazer para manter a sobrevivência e fez: 4 a 3.

Mesmo assim, o Iguatu tinha o match point nos pés de Guto. O atacante foi para a bola lentamente e colocou no fundo das redes para eliminar o Azulão: 4 a 3.

Iguatu fez história no Estádio Rei Pelé – Foto: Ailton Cruz

FICHA TÉCNICA

CSA – Deivity; Lucas Marques, Jean Pierre, Eduardo Biazus e Kevin; Marlon (Pedro Favela), Caio Vitor (Jean Cléber) e Gustavo Xuxa (Erik); Marquinhos, Rômulo (Douglas Skilo) e Tiago Marques (Vinícius Popó). Técnico: Rogério Corrêa.

Iguatu – Geferson; André Mascena, Uesles, Júlio Nascimento (Vidal) e Fernando Ceará (Guto); Guidio, Diego Viana (William Anicete) e Esquerdinha (Davi Torres); Pedrinho (Juninho Paraíba), Tiaguinho e Otacílio. Técnico: Washington Luiz.

Gols – Marquinhos (CSA – 34’/2T), William Anicete (IGU – 48’/2T)

Pênaltis do CSA – Kevin (gol), Marquinhos (perdeu), Vinícius Popó (gol), Pedro Favela (perdeu), Jean Cléber (perdeu).

Pênaltis do Iguatu – Otacílio (gol), Anicete (gol), Davi Torres (perdeu), Diego Viana (gol), Guto (gol)

Cartões amarelos – Tiaguinho (IGU), Guidio (IGU), Lucas Marques (CSA)

Cartões vermelhos – Tiaguinho (IGU)

Árbitro – Fabio Augusto Santos Sá Junior (CBF/SE)

Assistentes – Vanessa Santos Azevedo (CBF/SE) e Rodrigo Guimarães Pereira (CBF/SE)

4º árbitro – Wiomar Santana de Oliveira (CBF/AL)

✨ Redação com Gazeta Web

🇧🇷 Acesse Nossas Notícias ✨

Galeria de Imagens