Anadia/AL

14 de junho de 2024

Anadia/AL, 14 de junho de 2024

No Rei Pelé, CSA empata com Sampaio Corrêa e aumenta jejum na Série C

Em partida sonolenta, equipes ficam no 0x0 e estão ameaçadas pela zona de rebaixamento.

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 18 de maio de 2024

Esporte 3

Azulão e Tubarão fizeram partida abaixo do esperado no Rei Pelé. Ailton Cruz

Por Guilherme Nobre

Não foi hoje que o CSA voltou a vencer. Na tarde deste sábado (18), o Azulão enfrentou o Sampaio Corrêa no Estádio Rei Pelé, em Maceió. O confronto, marcado pelos erros frequentes das duas equipes, não saiu do empate por 0 a 0, pela quinta rodada da Série C. Com isso, ambos continuam sem vencer na competição.

Foi a quinta partida azulina nesta Terceirona, e apenas o terceiro ponto conquistado. Na temporada, já são mais de 40 dias sem vitórias.

Em termos de tabela, o clube marujo é o 14º colocado, com apenas três pontos. Com a sequência da rodada neste domingo (19), há o risco de o CSA perder mais posições. Contudo, o Sampaio Corrêa seguirá atrás. A Bolívia Querida está com dois pontos, em 15º lugar.

Na próxima rodada, o CSA terá um páreo duro. Domingo, dia 26, o Azulão entra em campo no Estádio 1º de Maio, para encarar o São Bernardo, que está no G8. A bola rola às 18h30.

Pela Série C, o Paiô só volta aos gramados no dia 27, segunda-feira, recebendo o Botafogo-PB no Castelão. Antes disso, nesta quarta-feira (29), a equipe disputa a partida de ida da final do Campeonato Maranhense, contra o Maranhão, também no Castelão.



					No Rei Pelé, CSA empata com Sampaio Corrêa e aumenta jejum na Série C
Público foi tímido no Estádio Rei Pelé. Ailton Cruz

PRIMEIRO TEMPO

O técnico Bebeto Moraes armou sua equipe com muitas modificações e um esquema novo. Mas o que se viu nos primeiros minutos foi um jogo nervoso, de ambos os lados. Acumulando passes errados, o Azulão pouco ofendeu a Bolívia. Com 7min, Tanque bateu cruzado e Felipe espalmou para escanteio. A chuva prejudicou o andamento do confronto, mas o CSA continuou tendo mais posse de bola.

Com 14 minutos, Leque avançou pela direita e colocou a redonda na área, mas Felipe apareceu para salvar. Com 17min, João Felipe avançou sozinho para grande área e teve a chance de arrematar. Porém, Valoura chegou no momento certo para travar.

As melhores chegadas seguiram sendo azulinas. Com 23 minutos, após Vitor Leque cruzar pelo lado direito, a posse de bola ficou com Richard. O atacante não viu os companheiros livres e preferiu arriscar, mas acertou longe do gol. O Sampaio só finalizou aos 30 minutos, quando Nadson tentou de longe, mas sem qualidade.



					No Rei Pelé, CSA empata com Sampaio Corrêa e aumenta jejum na Série C
Azulão teve mais oportunidades no primeiro tempo. Ailton Cruz

Com 32 minutos, o CSA tomou um susto daqueles. Após uma falha na defesa, Nadson pisou na área e finalizou firme. Na sobra, Bruno furou na boca do gol e a defesa afastou. O ritmo do confronto caiu com a proximidade do fim da primeira etapa. Com 40 minutos, Favela até experimentou de fora, mas a bola foi longe.

Já na reta final, Escuro bateu um escanteio venenoso, Almir Luan desviou e tirou a bola da mira de Itambé, com 43min. Aos 45, João Felipe finalizou de fora e Deivity segurou firme. E assim ficou na primeira etapa. CSA 0x0 Sampaio Corrêa.



					No Rei Pelé, CSA empata com Sampaio Corrêa e aumenta jejum na Série C
Goleiro Felipe teve um pouco de trabalho na primeira etapa. Ailton Cruz

SEGUNDO TEMPO

Bebeto mudou no intervalo e trouxe Xuxa para fazer o meio-campo. Logo com 31 segundos, Dal Pian chutou de fora de área e obrigou Felipe a fazer uma boa defesa. O CSA não parou e continuou ameaçando os maranhenses. No entanto, faltou capricho no último setor do campo.



					No Rei Pelé, CSA empata com Sampaio Corrêa e aumenta jejum na Série C
Defesa azulina teve mais trabalho no segundo tempo. Ailton Cruz

O Sampaio Corrêa melhorou, mas as finalizações não estavam boas. Com 25 minutos, Breno invadiu a área pela direita, puxou para canhota e chutou torto. Aos 30, João Felipe foi quem tentou de longe e a bola subiu demais. O CSA tentou utilizar a presença ofensiva de Tiago Marques, mas o meio-campo não conseguiu dar bons passes.

O CSA se atirou do jeito que deu, mas deixou a defesa aberta. Com 43 minutos, João Felipe teve o espaço e a bola. Com isso, arriscou um chute de meio-campo e a bola passou com perigo.

Com os times cansados, os acréscimos foram massivos. Mas o Sampaio tentou. Marcelinho atacou o espaço pelo lado esquerdo da área, aos 48 minutos, e bateu forte, dando um susto nos azulinos. Porém, prevaleceu a ineficiência ofensiva das equipes. Aos 50min, soou o último apito. CSA 0x0 Sampaio Corrêa.



					No Rei Pelé, CSA empata com Sampaio Corrêa e aumenta jejum na Série C
Bebeto gritou muito com seus comandados durante o duelo. Ailton Cruz

FICHA TÉCNICA

CSA – Deivity; Lucas Marques, Almir Luan, Matheus Santos e Erik (Jean Cleber); Pedro Favela (Gustavo Xuxa), Juninho Valoura e Guilherme Dal Pian; Richard (Tiago Marques), Vitor Leque (Alisson Farias) e Iury Tanque (Roger). Técnico: Bebeto Moraes.

Cartões amarelos – Nadson (SCO), Vitor Leque (CSA), Itambé (SCO), Matheus Santos (CSA), Gustavo Xuxa (CSA)

Árbitro – Luiz Augusto Silveira Tisne (CBF/SC)

Assistentes – Diogo Berdt (CBF/SC) e Alexandre de Medeiros Lodetti (CBF/SC)

4º árbitro – Rafael Carlos Salgueiro (CBF/AL).

Redação com Gazeta Web

Galeria de Imagens