Anadia/AL

13 de junho de 2024

Anadia/AL, 13 de junho de 2024

O teatro da fé religiosa na política

Marcha para Jesus.

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 1 de junho de 2024

POLITICA 1

Foto: Reprodução

Celio Gomes ( Jornalista )

É difícil encontrar falácia mais descarada na política do que a exploração da crença religiosa. A foto acima é uma síntese dessa picaretagem eternamente praticada nas jogadas eleitorais. Alguém acredita mesmo que esses dois mequetrefes se comportam movidos por princípios de fé no cristianismo? Vemos na imagem os focinhos desarmonizados de Tarcísio de Freitas e Ricardo Nunes num instante de contrição.

O governador do maior estado do país e o prefeito da principal capital brasileira subiram no palanque da Marcha para Jesus, realizada nesta quinta-feira em São Paulo. Nunes tenta a reeleição numa disputa que tem como principal adversário o deputado Guilherme Boulos. Seguindo o faro do bolsonarismo, tenta cooptar orações e votos do segmento evangélico. Era o que ele pensava durante o momento de interação com o além.

Ao lado do prefeito, eis o “bolsonarista moderado” Tarcísio, outro homem do Senhor, de gestão civilizada, que segue a bíblia do extermínio nas periferias paulistanas. Exatamente como o prefeito, tenta associar sua imagem à ladainha dos fiéis que rezam por Bolsonaro e pela pátria. O governador é hoje a principal alternativa da turma do mercado para enfrentar Lula em 2026. A operação passa por envernizar o notório brucutu.

A Marcha é organizada pelo casal Sônia Hernandes, a bispa, e Estevam Hernandes, o apóstolo. Os títulos de reverência foram atribuídos a ambos por eles próprios. A dupla comanda a Igreja Renascer em Cristo. Em 2009, esses humildes cristãos foram presos nos Estados Unidos ao entrarem no país com 56 mil dólares não declarados. Uma parte estava entocada numa bíblia. Respondem por um rosário de crimes.

Decidir o voto a partir de fator religioso é uma desgraça infernal. Pesquisa Datafolha aponta que o eleitor paulistano não dá prioridade a esse aspecto na escolha de seu candidato. Ainda bem. Um dia, vamos torcer, ainda chegaremos ao ideal modelo do estado laico. Misticismo é o caminho para o desastre, não importam o altar e a igreja.

Tenho em altíssima conta a arte da fotografia. São vários os elementos para um clique raro. A imagem acima (de Zanone Fraissat, Folha) compacta a vastidão de uma ideia e expõe, com ênfase e sutileza, o teatro farsesco da política. O resultado é o oposto do que gostaria a dupla de retratados. Dois farsantes capturados em flagrante delito.

Redação com Cada Minuto

Galeria de Imagens