Anadia/AL

22 de julho de 2024

Anadia/AL, 22 de julho de 2024

PF deve indiciar Carlos Bolsonaro por espionagem ilegal no caso da “Abin Paralela”

Agentes envolvidos nas investigações avaliam que o caso está praticamente encerrado e que o inquérito deverá ser finalizado até agosto | 16:06

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 25 de junho de 2024

Brasil

Carlos e Jair Bolsonaro | Polícia Federal (Foto: Alan Santos/PR | Fabio Rodrigues-Pozzebom/Agência Brasil)

A Polícia Federal (PF) considera ter elementos suficientes para indiciar o vereador Carlos Bolsonaro (PL-RJ), filho de Jair Bolsonaro (PL), por espionagem ilegal no caso conhecido como “Abin Paralela”, destaca a CNN Brasil. A investigação sugere que Carlos estaria envolvido em um esquema de espionagem contra críticos e adversários políticos do governo do ex-mandatário. Em janeiro deste ano, Carlos Bolsonaro foi alvo de mandados de busca e apreensão.

Os investigadores da PF acreditam que o caso da Abin Paralela está intimamente ligado a outra estrutura informal, conhecida como “gabinete do ódio”, que disseminava fake news contra opositores políticos de Jair Bolsonaro.

Agentes envolvidos nas investigações avaliam que o caso está praticamente encerrado e que o inquérito deverá ser finalizado até agosto, com o objetivo de evitar qualquer influência sobre as eleições municipais de outubro. “Isso porque o candidato à prefeitura do Rio de Janeiro, apoiado por Bolsonaro, o deputado Alexandre Ramagem (PL-RJ) também deverá ser indiciado. Ramagem era Diretor-Geral da Abin [Agência Brasileira de Inteligência] à época e tem Carlos Bolsonaro como coordenador da campanha. A PF ainda avalia o indiciamento do ex-presidente”, destaca a reportagem.

Redação com Brasil 247


Galeria de Imagens