Anadia/AL

21 de junho de 2024

Anadia/AL, 21 de junho de 2024

Pit-bull sem focinheira ataca e fere outro cão no Rio

Vídeo que circula nas redes sociais mostram o dono do pit-bull tentando separá-lo usando um pedaço de pau | 21:10 hs

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 10 de abril de 2024

VV2

(Foto: Reprodução)

Um pit-bull passeando sem focinheira atacou outro cão, nesta quarta-feira (10/4), na zona oeste do Rio de Janeiro. Vídeo que circula nas redes sociais mostram o momento do ataque.

Nas imagens, é possível ver que o tutor do pit-bull chega a bater no próprio animal para tentar separá-lo do outro cachorro, que chora de dor.

“Está machucando, ajuda ele. Está arrancando um pedaço dele. Ta matando e a gente não pode fazer nada”, grita uma mulher, em desespero.

Com dificuldade para apartar o ataque, o dono do pit-bull recorreu à ajuda de pessoas no local. Um homem acabou levando mordidas no braço e precisou tomar vacina antirrábica.

Somente após o auxílio do rapaz, o dono do pit-bull conseguiu parar o ataque. No vídeo, o cachorro aparece com o focinho ensanguentado.

O cão atacado fugiu e, até o momento, não há informações sobre o dono e o paradeiro dele.

Lei estadual

A Lei Estadual 4.597, de 16 de setembro de 2005, determina que cães ferozes, especialmente pit-bulls, são proibidos de andar sem focinheira na rua.

É determinado também que:
  • Cães ferozes precisam ser castrados a partir dos 6 meses de idade;
  • Em áreas públicas, como calçadas, parques e jardins, cães ferozes só podem circular de focinheira e guiados na coleira por um maior de idade. É proibido deixá-los soltos sob qualquer hipótese;
  • Pitbulls e raças afins estão banidos das praias, mesmo com coleira e focinheira.

O descumprimento prevê multa de até R$ 22,6 mil e apreensão do animal em caso de reincidência.

*Redação com Gazeta web

Galeria de Imagens