Anadia/AL

29 de maio de 2024

Anadia/AL, 29 de maio de 2024

PM reformado é preso suspeito de participação em homicídio

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 7 de janeiro de 2024

vv2

Divulgação

José Nilton é pai de Leandro Pinheiro Barros, que está com prisão decretada suspeito de matar a esposa, Mônica Cavalcante, em junho do ano passado, na calçada do fórum do município.

De acordo com informações do site Correio Notícia, após o assassinato do jovem, uma guarnição da Polícia Militar esteve no local e ouviu de testemunhas que o suspeito teria chegado na companhia de José Nilton Barros, cometido o homicídio e depois ido embora com o militar reformado. A motivação do crime teria sido uma briga entre a vítima e o pai do criminoso.

Os policiais estiveram na casa de José Nilton e fizeram uma busca, mas não encontraram o suspeito. O militar foi levado primeiramente para o Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp) e depois conduzido à Delegacia Regional de Santana do Ipanema, onde foi interrogado e negou as acusações. Com ele, foram encontrados uma pistola Glock G 25 calibre 380 e munições.

ANTECEDENTES

Em 2010, José Nilton foi apontado como líder de uma suposta quadrilha envolvida em assaltos a bancos, roubo de veículos, homicídios e crimes envolvendo adulteração de chassis e documentos veiculares. Sua ligação com a criminalidade já tinha sido investigada anteriormente, resultando na prisão de seu filho mais novo, Maxwell Pinheiro Barros, e de outros indivíduos.

Ele também foi acusado de ser o mandante do assassinato do sargento da PM de Alagoas José Pedro de Araújo, em janeiro de 2009. As investigações apontaram que o sargento, anteriormente ligado à quadrilha de José Nilton, decidiu deixar o grupo para formar sua própria organização criminosa, desencadeando a fúria do suposto líder.

*Redação com Gazeta web

Galeria de Imagens