Anadia/AL

13 de julho de 2024

Anadia/AL, 13 de julho de 2024

Porte de maconha livre: Confira a choradeira risível da extrema direita nas redes

Parlamentares bolsonaristas abriram arsenal de argumentos dos anos 80 e soltaram o verbo. “Brasil terá fedentina de maconha” e “coleguinha levará 60 baseados para a escola”

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 26 de junho de 2024

seq

Foto: Reprodução

A decisão do Supremo Tribunal Federal tomada nesta terça-feira (25) de descriminalizar o porte individual de maconha dos usuáriosfoi uma lufada de vento fresco para os militantes pela legalização da planta no Brasil, mas se tornou uma verdadeira choradeira na bolha da extrema direita. Foi só a Corte formar maioria que as postagens de deputados e senadores bolsonaristas, usando um verdadeiro arsenal de argumentos dos anos 80, tomassem conta das redes sociais.

O deputado federal Ricardo Salles (PL-SP) já chegou cravando o que acontecerá com o país. “O Brasil vai virar uma fedentina de maconha generalizada”, sentenciou o ex-ministro do Meio Ambiente de Jair Bolsonaro (PL) que foi acusado de fazer contrabando de madeira. Já seu companheiro Alberto Fraga (PL-ES) foi mais longe: “Serão destruídas milhões de famílias”, para na sequência completar com uma maluquice incompreensível.

“Um baseado tem 1,4 gramas de maconha. Então imagina o coleguinha chegar na escola com a mochila com 60 baseados. Vai negociar, vai vender”, explicou Fraga, sabe-se lá com base em quê.

Já o senador Hamilton Mourão (Republicanos-RS), ex-vice-presidente da República, também opinou. “Hoje é dia de festa no crime organizado!”, postou, embora ele tenha feito parte de um governo cujo grupo político de apoio e base parlamentar fosse composto por milicianos e outras figuras ligadas ao cometimento de inúmeros crimes.

Nikolas Ferreira (PL-MG), o rapaz que é uma verdadeira coqueluche entre os radicais, preferiu partir para cima do STF com o tom dramático e delirante de sempre. “Legislam sobre drogas, aborto e qualquer tema no Brasil. Os iluminados do STF estão decidindo tudo nesse país. Não precisa fechar o Congresso – eles já fizeram isso”, postou.

Outro que abriu o berreiro foi o deputado federal Zé Trovão (PL-SC). “Das mais absurdas decisões que a suprema corte já tomou, sem dúvidas essa é a mais descabida. Isso prova realmente qual é a intenção desses ilustres: DEFENDER A IDEOLOGIA NEFASTA DA ESQUERDA. Lamento pelas famílias que sofrerão muito ainda nas garras da drogadição”, disse ele. O curioso é que Trovão tem uma foto “emblemática”, que circula há anos nas redes, em que ele aparece dando a entender que está consumindo cocaína, refestelando-se na frente de carreiras de um pó branco.

Fonte: Revista Forum

Galeria de Imagens