Anadia/AL

13 de julho de 2024

Anadia/AL, 13 de julho de 2024

“Prendam Bolsonaro agora”: população pressiona o Judiciário e cita o inquérito das joias (vídeo)

Na rede social X, as cobranças dos internautas foram parar a seção Assuntos do Momento | 17:21 hs

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 9 de julho de 2024

vv2

(Foto: Marcos Correa-PR)

Internautas massacraram Jair Bolsonaro (PL) e voltaram a cobrar a prisão do ex-mandatário, indiciado pela Polícia Federal no inquérito das joias. Na rede social X, antigo Twitter, a expressão “Prendam Bolsonaro agora” foi parar a seção Assuntos do Momento.

De acordo com investigadores, o esquema das joias desviou R$ 6,8 milhões em presentes dados por governos de outros países. Por lei, esses bens materiais deveriam pertencer ao Estado brasileiro, e não podem ser incorporados a patrimônio pessoal.

A defesa de Bolsonaro afirmou que ele não tinha “qualquer ingerência” sobre os presentes recebidos durante as viagens presidenciais. “Todos os ex-presidentes da República tiveram seus presentes analisados, catalogados e com sua destinação definida pelo GADH, que, é bem de se ver, sempre se valeu dos mesmos critérios empregados em relação aos bens objeto deste insólito inquérito, que, estranhamente, volta-se só e somente ao governo Bolsonaro, ignorando situações idênticas havidas em governos anteriores”.

*Redação com Brasil 247

Galeria de Imagens