Anadia/AL

13 de junho de 2024

Anadia/AL, 13 de junho de 2024

Presidente do Irã morto em queda de helicóptero será enterrado hoje

Irã proclamou cinco dias de luto por Raisi

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 23 de maio de 2024

ep

Foto: Reprodução

O corpo do presidente Ebrahim Raisi, do Irã, deve ser enterrado nesta quinta-feira (22) na cidade natal dele, Mashhad.

Houve uma cerimônia fúnebre em Teerã na quarta-feira. Depois disso, o caixão vai inicialmente para a cidade de Birjand e, no fim desta quinta-feira, para Mashhad.

Raisi morreu aos 63 anos em queda de um helicóptero no domingo. A aeronave caiu numa região montanhosa do Irã em razão das más condições climáticas durante um voo que transportava o presidente e outras autoridades que voltavam da inauguração de uma represa na região da fronteira com o Azerbaijão.

O Irã proclamou cinco dias de luto por Raisi. No primeiro dia de cerimônias, o líder supremo do país, o aiatolá Ali Khamenei, liderou orações do velório em Teerã.

A TV estatal mostrou Khamenei liderando as orações enquanto dezenas de milhares de pessoas em luto lotavam as ruas próximas da universidade .

Um morador de Teerã disse que muitas pessoas receberam uma mensagem de texto em seus telefones, convocando-as a “comparecer ao funeral do mártir do serviço”.

Os caixões de Raisi e das outras autoridades foram carregados acima das cabeças das pessoas enlutadas.

Sucessão

Os líderes religiosos do país estão organizando as eleições antecipadas.

A votação de 28 de junho precisará galvanizar uma população que demonstrou pouco interesse na eleição de 2021, que levou Raisi à presidência. A maior autoridade do Irã é o líder supremo. O presidente supervisiona o governo no cotidiano.

Raisi morreu em um momento de agravamento das tensões entre a liderança clerical e a sociedade, deterioradas pelo aumento dos controles políticos e sociais e pela piora da economia.

Um número cada vez maior de eleitores tem evitado votar, um sinal preocupante para a liderança, que vê o comparecimento às urnas como um teste de credibilidade para a República Islâmica de 45 anos.

“O establishment não tem opções para garantir um alto comparecimento em um período tão curto”, disse uma ex-autoridade iraniana, que pediu para não ser identificada devido à sensibilidade do assunto.

Raisi adotou as políticas de linha dura de seu mentor, Khamenei, com o objetivo de consolidar o poder clerical, reprimir os oponentes e adotar uma linha dura em questões de política externa, como negociações com Washington sobre o programa nuclear iraniano.

Mais de 40 delegações estrangeiras de alto escalão nos níveis de chefe de Estado, ministros das Relações Exteriores e chefes de Parlamento participarão da cerimônia em Teerã esta quarta-feira, informou a agência de notícias semi-oficial iraniana Fars.

Fonte: Gazeta Web

Galeria de Imagens