Anadia/AL

22 de junho de 2024

Anadia/AL, 22 de junho de 2024

Presidente Lula e Paulo Dantas assinam ordem de serviço para nova etapa do Canal do Sertão

Trecho 5 terá cerca de 25 km e faz parte das obras do Programa de Aceleração do Crescimento.

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 10 de maio de 2024

Lula 2

Foto: Edvan Ferreira/ Agência Alagoas

Rafael Maynart / Agência Alagoas

O governador Paulo Dantas enalteceu a força da transformação na vida do povo sertanejo promovida pelo Canal do Sertão. Ao lado do presidente Lula, ele assinou, em uma grande solenidade em São José da Tapera, a ordem de serviço para o início das obras do trecho 5, da maior obra de infraestrutura hídrica de Alagoas. Em seu discurso, Paulo agradeceu ao apoio que vem recebendo do Governo Federal.

“O presidente Lula em seus mandatos, mais a presidente Dilma, investiu RS 2 bilhões [no canal]. Precisou o senhor voltar à Presidência da República para termos a condição de levar o Canal do Sertão à diante, e alcançarmos, através do trecho 5, 150 km de canal”, disse o governador. Alagoas tem priorizado a política de saneamento, inclusive, com a efetivação do Programa Mais Água.

Paulo ressaltou ainda que, além de levar água para milhares de alagoanos, as obras do trecho 5 vão gerar empregos diretos e indiretos, fazendo circular a economia na região. “As pessoas que estão aqui vão ter a oportunidade de preparar seu currículo e conseguir um emprego, e a roda da economia vai movimentar, o que vai gerar outros tantos empregos indiretos. É O Brasil crescendo de um lado, e Alagoas crescendo e dando orgulho do outro”, disse.

Já o prefeito de São José da Tapera, Jarbas Ricardo, comemorou a transformação que o canal vai proporcionar ao município e a região. “Com mais de 120 quilômetros construídos, e agora o início de mais 26 km, este canal transformou e vai transformar a vida de milhares de sertanejos. Já chegamos a ter 60% da população de São José da Tapera dependente do caminhão pipa, e agora isso não existe mais. Todos têm acesso à água do Canal do Sertão”, afirmou.

O ministro dos Transportes, Renan Filho, enumerou os feitos do governo em quase um ano e meio de gestão. “Foi preciso o presidente Lula voltar para Brasília para que as coisas voltassem a andar. Bolsa Família voltou, educação valorizada voltou, e as promessas estão sendo cumpridas. Hoje o Canal do Sertão vai avançar, e Arapiraca vai ganhar um dos maiores e mais modernos hospitais do Estado”, afirmou, referindo-se ao Hospital Metropolitano do Agreste, que, assim como o Canal do Sertão, está incluído no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).


ÁGUA PARA QUEM TEM SEDE
Em seu discurso, o presidente Lula fez questão de lembrar da infância em Garanhus (PE), quando precisou viajar para São Paulo para fugir da fome e da sede. “Quando eu desci do helicóptero e vi o canal, a imagem que veio à cabeça foi quando eu tinha 7 anos, e minha mãe saiu de Garanhuns com 8 filhos no pau de arara para não morrer de fome. Então, essa imagem é muito forte explica porque eu não nego água a quem tem sede”, disse Lula, emocionado.

O presidente defendeu a construção do canal, apesar do custo elevado da obra. “O que custa criar um canal do sertão? O que temos que ver é o que custou não fazer essa obra há 100 anos, há 50, há 40 anos. Não tem obra mais extraordinária do que aquela que traz um sorriso de satisfação na cara de homens, mulheres e crianças que são os beneficiados com esse programa”, relembrou.

Estavam presentes o ministro da Casa Civil, Rui Costa, o senador Renan Calheiros, além do presidente da Câmara Federal, Arthur Lira, parlamentares alagoanos e secretários de Estado.

O CANAL

O Canal do Sertão é a maior obra de infraestrutura hídrica de Alagoas, e uma das maiores do Nordeste. As obras do trecho 5, no valor de R$ 565 milhões de reais, fazem parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do Governo Federal. O trecho irá se estender do Km 123,4 ao Km 150, abastecendo a milhares de famílias residentes nos municípios de São José da Tapera, Monteirópolis e Olho D’Água das Flores. Quando estiver totalmente concluído, o canal terá 250 Km de extensão, ligando Delmiro Gouveia a Arapiraca, beneficiando mais de 280 mil alagoanos.

Redação com Agência Alagoas

Galeria de Imagens