Anadia/AL

18 de maio de 2024

Anadia/AL, 18 de maio de 2024

R$ 7 milhões pagos pela Prefeitura à artistas nacionais do Maceió Verão contrataria 373 bandas locais

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 13 de janeiro de 2024

f8ac8be9-517d-4959-bcec-00b87a27cbf1

Show do Maceió Verão - Foto: Secom Maceió/Arquivo

👁️‍🗨️ Por Raphael Medeiros

Com os R$ 7 milhões desembolsados pela prefeitura de Maceió para artistas nacionais que vão se apresentar no Maceió Verão seria possível contratar 373 artistas locais com cachês de R$ 20 mil para cada.

A informação é do Fórum de Música de Maceió, divulgada na última quinta-feira (11). Eles alegam que a prefeitura fere a Lei Municipal 7.077/2021, que destinaria 50% do valor de eventos para artistas maceioenses.

O Fórum sugeriu que a Prefeitura poderia empregar os mesmos R$ 7 milhões no Edital ‘Toca Tudo’ da Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC), credenciando mais de 1400 bandas de grande porte, mais de 2400 bandas de médio porte, mais de 3700 bandas de pequeno porte ou mais de 7400 eventos intimistas.

Além disso, o grupo pede a implementação da Lei Paulo Gustavo (LPG), argumentando que o investimento no Massayó Verão poderia financiar três editais multilinguagens da LPG, beneficiando diversas áreas da arte local e impulsionando artistas de pequeno porte.

“Se a Lei fosse aplicada, estaríamos com a cultura alagoana em outro patamar”, afirmou o grupo ao final da postagem.

Antônio Rosa (32), músico e participante do Fórum, destacou que se a Prefeitura respeitasse a Lei 7.077/2021, os eventos locais não seriam prejudicados, o turismo não perderia força e os eventos poderiam ser complementados.

“A política de megaeventos da atual gestão da prefeitura não seria afetada e sim complementada com essa lei, promovendo um retorno social, cultural e econômico para a cidade, com impactos de longo prazo”, disse.

Comentando sobre o atual cenário de investimentos culturais em Maceió, Antônio expressou frustração, mas manteve a esperança de que a Lei 7.077 seja respeitada e os investimentos alcancem os artistas que mais precisam.

“Eu diria que meu sentimento é de frustração, mas atrelado à esperança de que o sistema democrático prevaleça e possamos nos valer desse instrumento que a lei nos fornece”, concluiu

👁️‍🗨️ Redação com Jornal de Alagoas 

Galeria de Imagens