Anadia/AL

15 de junho de 2024

Anadia/AL, 15 de junho de 2024

RBD relata desvio de US$ 1 milhão em fundos de turnê: ‘Irregularidades significativas’

Grupo abriu auditoria para investigar se o ex-empresário Guillermo Rosas desviou dinheiro da banda | 12: 08 hs

ABN - Alagoas Brasil Noticias

Em 24 de maio de 2024

vv1

Reprodução/ Instagram

A banda RBDse pronunciou formalmente na última quarta-feira, 22 sobre os problemas relacionados à Soy Rebelde Tour. Como a cantora Dulce Maria já havia indicado, o grupo abriu uma auditoria para investigar se o ex-empresário do RBD, Guillermo Rosas, desviou dinheiro da banda.

Em comunicado publicado em nome do grupo, a produtora Souls Productions Inc. declarou que a investigação contábil realizada revelou “irregularidades significativas”. Segundo o documento, “quase US$ 1 milhão permanecem não verificados, ou seja, não contabilizados”, mesmo após a conferência dos recibos e documentos fornecidos pela T6H Entertainment, empresa de Rosas.

O comunicado afirma que as “únicas entidades responsáveis pelos pagamentos da turnê” foram a empresa de Rosas e a Citrin Cooperman, indicada pela T6H, que atuou como gerente de negócios da turnê. “Nenhum dos membros do grupo tiveram acesso para administrar o dinheiro ou fazer pagamentos”, reforça o texto.

Segundo a produtora, todos os projetos do grupo estão em espera no momento, “incluindo uma possível continuação da turnê”. “Prometemos mantê-los informados”, afirma o texto, reforçando que todas as partes envolvidas estão trabalhando para chegar em uma resolução.

Leia o comunicado na íntegra

É importante para nós abordarmos as recentes declarações feitas pela T6H Entertainment e as especulações em algumas mídias sobre a Soy Rebelde Tour.

Queremos agradecer aos nossos queridos fãs pelo seu apoio inabalável durante este momento desafiador.

Ao contrário das afirmações feitas pela T6H Entertainment, a investigação contábil forense conduzida por Citrin Cooperman revelou irregularidades significativas.

Especificamente, o relatório indicou que o T6H Entertainment recebeu fundos relacionados à turnê desde dezembro de 2022, dos quais quase US$ 1 milhão permanecem não verificados, ou seja, não contabilizados, mesmo depois de considerar os recibos e documentos que a T6H Entertainment forneceram.

É importante destacar que Citrin Cooperman foi recomendado pela T6H Entertainment, empresa com os quais tiveram negociações anteriores. Além disso, o T6H atrapalhou o processo ao não assinar os documentos necessários para a resolução dos pagamentos e da turnê. Isso ocorre porque os contratos originais com as empresas foram assinadas com a T6H, e sem a assinatura delas não podemos finalizar.

É crucial esclarecer que as únicas entidades responsáveis pelos pagamentos da turnê foram a T6H na fase inicial e mais tarde Citrin Cooperman, que atuou como gerente de negócios da turnê. Nenhum dos membros do grupo tiveram acesso para administrar o dinheiro ou fazer pagamentos.

Dado o montante considerável de dinheiro envolvido e as discrepâncias encontradas, todos os nossos projetos são atualmente em espera. Tivemos que pausar este sonho compartilhado com vocês, incluindo uma possível continuação da turnê.

Simran A. Singh, do escritório de advocacia Singh, Singh & Trauben, LLP, com sede em Beverly Hills, CA, está representando o grupo nesta questão e trabalhando com todas as partes para chegar a uma resolução.

Nosso objetivo sempre foi resolver essas discrepâncias profissionalmente. Continuamos comprometidos com cooperar com todas as partes envolvidas para alcançar uma resolução justa e transparente. Nossa integridade e confiança dos nossos fãs são fundamentais e não descansaremos até que essas questões sejam totalmente resolvidas.

Somos gratos pela contínua paciência e compreensão de nossos fãs e prometemos mantê-los informados enquanto trabalhamos para chegar a uma resolução.

Obrigado por estarem conosco.

Souls Productions Inc.

Em nome dos membros do RBD

*Redação com R7

Galeria de Imagens